terça-feira, 23 de outubro de 2012

Celtic? I just can't get enough...

Estava molhado, cansado e a ficar irritadiço com fome.
Cada sugestão que lhe fazia para almoçar-mos ouvia como resposta - não... não me apetece... vamos ver outra coisa...

Basicamente isto.


 Gajas...

O principal motivo da viagem, evento à volta do qual tudo girou foi o concerto deste senhor





 Andávamos e continuávamos andar sem se encontrar nada que agradasse à Madame até que o André uns metros à frente numa ponte metálica de comboio entre dois prédios, vê escrito na parede onde esta se apoia - Emperor's Bar, duas refeições completas por 10 libras.

Agarro-a pela manga do casaco e arrasto-a atrás de mim rua fora com ela a gritar furiosamente que era uma mulher financeiramente independente e eu não mandava nela...


 

E depois começou a gritar "Attica! Attica! Attica!" e a multidão em fúria e...

e...

Ok, pronto, ela disse "estás a fazer?"


Contorno a esquina à procura da entrada do Bar, entro...



Jackpot para mim - já verão qual era o meu pérfido plano.

Sentamo-nos ao fundo do bar e... estava a tocar Van Morrison!!!!




Que fique bem claro que desde que se apalavrou a viagem- coisa de mês e meio antes- que eu lhe chateava a cabeça com a ideia de ir ver um jogo de futebol na escócia...
Tentei por um lado, tentei por outro... e não estava a ser fácil encaixar a minha vontade (capricho)  na viagem.

O Barman sai do balcão, pergunta-nos o que queremos comer, escolhi ao calhas pelos dois e tive sorte, foi o melhor que comi (sem ser sandes da Subway e toffe crips) em toda a Escócia.



(agora dizem-me - tens a certeza que era assim tão bom? não começaste o post a dizer estavas cheio de fome e que ias recorrer ao canibalismo?)

A Madame Miss diz-me que vai à casa de banho.
Fico só na mesa, Van Morrison acaba e começa...




E eu estou feliz e contente e foi uma grande ideia o Emperor's Bar.

( mas André, só lá chegaste em parte porque ela estava a ser teimosa...)


Alan, o Barman - depois do guia em Edinburgo, foi o segundo Alan da viagem - sai do balcão e pergunta-me de sorriso no rosto se está tudo bem, digo-lhe que está tudo óptimo mas que tenho duas perguntas...

 -

Vejo uma Sra a sair a rir à gargalhada da casa de banho das Senhoras, minutos depois a Miss Madame sai corada e senta-se à minha frente

- Não tens noção do que aconteceu... está tudo bem? alguma coisa na minha ausência?

- Sim... mas tu primeiro...quero saber porquê que a outra mulher saiu a rir...

- Ah... tipo, pois... eu... estava com as meias molhadas e lembrei-me do secador para as mãos e...

-

Meus amigos, as opiniões dividem-se, eu digo que ela se esparramou de cu no lavatório de pernas para o secador e foi apanhada a secar as meias, ela diz que tirou as meias e estava de pé a secar as meias segurando-as com as mãos...

O blog é meu, portanto...

Temos pena

(não temos, nenhuma)

-

...e a Senhora entrou e eu estava com o rabo no lavatório a secar as meias a fazer- "aaahhh... yeeah... tão bom... "- e foi uma vergonha... ela ainda me disse- oooh smart girl!, mas mesmo assim... agora tu...

A conversa pára, o Alan espreitou do Balcão para uma outra senhora- o Pub tava composto, não estava cheio - que estava sentada numa mesa ao nosso lado.

Alan sorri e começa a tocar alto pelo Emperor's Bar em Glasgow...



E a senhora, com uma idade claramente acima dos 60 estica-lhe dois polegares levantados e começa a dançar sentada como se não houvesse amanhã.

Ficamos calados a saborear o momento, o marido da senhora fica parado a olhar para ela de sorriso rasgado no rosto no meio do bar uns instantes até lhe fazer companhia na mesa.

- E tu? tinhas qualquer coisa...

- Isto é cenoura... perguntei ao Alan...

- A quem? 

- Estive a falar com o Alan... e... perguntei-lhe quando jogava e como fazíamos para ir ver um jogo do Celtic...

- E ele disse?

- Que joga sábado...

- E como fazemos para ir ver o jogo?

- Vamos com o pessoal.

- Com o pessoal?

- Sim, vimos aqui ter, e vamos com o pessoal aqui do Pub ao jogo, só há uma condição...

- Estás a dizer que vamos à bola com o pessoal daqui? tipo...nós e ... isso é AWESOME!!!! qual é a condição?

- Temos que ir bonitos, temos que comprar um cachecol do Celtic para ir senão nada feito...

O Alan aproxima-se a sorrir e pergunta

- Convenceste-a?

- Tá quase... tá quase...

-

Ficamos apalavrados, mas ia ser complicado, voltávamos no mesmo dia para Edinburgo, tínhamos pouquíssimo tempo e ia ser caro e...

Sábado pelas 11h20 após deixar as malas nos cacifos da estação de comboios estávamos no pub do outro lado da rua da estação a...




 Beber Guiness.

Saimos do Pub com outra alegria, mais soltos e descontraídos por Glasgow fora


(fotografia entre outras que o autor do blog não se recorda de ter tirado mas que lhe apareceram no telemóvel durante um certo período deste dia)

O plano era encontrar como ir para o mercado de nome The Barras, e se possível como ir ao Celtic Park comprar bilhetes para o jogo.

Porque eu sou um génio pensei- perguntamos nas bilheteiras do metro.

A meio caminho para o metro do Pub onde tomei o "segundo pequeno almoço" tropeçamos nisto





Entramos no metro e chegados às bilheteiras digo ao sr. que me recebe com um sorriso

(Tinha o cabelo branco e o rosto rechonchudo com os óculos na ponta do nariz, tipo panda Escocês de tão fofo ou um Pai Natal sem barba)

- Olá bom dia! Tenho duas perguntas para lhe fazer...

- E eu tenho duas respostas... se souber.

Pergunto-lhe como vou para o Celtic Park, os olhos dele brilham e ele responde que não ganhamos nada em ir de metro... é melhor ir de autocarro ou como ele lhe chama...

- A bus to paradise...

A Missame (Miss+Madame) pergunta-lhe como vamos para o mercado Barras

Eu pergunto-lhe - olhe, já agora, onde é que posso comprar bilhetes para ir até ao paraiso?

Explicou-nos como ir a pé, e 10 minutos depois...




Que aqui entre nós é awesome.



Saímos do mercado e estamos cercados...

É um mar de cachecóis verdes e brancos (e pints na mão) à porta dos bares rua fora.

E o Emperor Bar apenas a cinco minutos do Barras.

Chegamos ao Emperor's e o Alan acena por detrás do balcão para mim e de seguida para...

Eu só via cabeças e gente, pelo meio da qual fura uma camisola gigantesca do Celtic - ele tinha pelo menos mais 50kg que eu à vontade.

Estica-me a mão e sorri- atão vocês é que vão connosco ao jogo?

Subitamente o Alan manda um berro de rosto severo- heeey, o cachecol????

Eu levanto o saco com o logotipo do Celtic e ele sorri.

Somos levados por entre a multidão e somos apresentados a demasiada gente para me lembrar dos nomes.

Coloco o cachecol ao pescoço e enquanto a Missane veste o cachecol dela...

Aproveito o tempo para mais um pequeno almoço...



Porque sou um jovem em fase de crescimento e tenho que andar alimentado...

Chega a carrinha para levar o pessoal para o jogo.

A carrinha...

A carrinha desligava-se em andamento - a caminho do Estádio, durante os 10 minutos de viagem aconteceu pelo menos 7 !!! vezes o que só aumentava a boa disposição dos 9 Escoceses e dos dois tugas lá dentro.

- A sério André? onde é que tu me meteste... aahahhaah outra vez!

E era a euforia total.

Chegados ao estádio reparamos no nome da bancada dos nossos bilhetes



Lisbon... Lions... Upper!

Calhamos na bancada cujo nome homenageia a equipa do Celtic que se sagrou campeã europeia no estádio do Jamor em 1967

(ok, eu sei que o Jamor é em Oeiras, mas eu sou de Lisboa e achei piada ficar numa bancada com o nome da minha cidade!)


Atrás de mim na foto, estátua de Jock Stein - treinador do Celtic em 67 - com a taça.

Chegados à bancada... encontrei o meu herdeiro! a quem tenciono deixar toda a fortuna e colecção de Cd's do Roberto Carlos a quem chamei de apenas...



O puto épico.

Ele estava de chuteiras(!!!!), meias, calções, camisola, e cachecol do Celtic, ele entra directamente para o Panteão dos deuses de adeptos num estádio, claramente para o top três de personagens épicas que já vi num estádio de futebol

Fica lado a lado com uma "senhora" do FêCêPê que em pleno estádio da luz arranca para uma sequência mágica de palavrões à moda do norte conseguindo calar a claque do porto - que se virou toda para trás perante o portento verbal - e deixar-me corado; também ao lado de uma outra senhora que no estádio da Tapadinha, também após uma sequência extraordinária de palavrões diz para a criancinha de 7 aninhos que estava ao seu lado - atão tu não chamas maricas ao arbitro porquê caralho??.

Destronando no top três um adepto do  Sporting que no antigo estádio de Alvalade desceu lançado as escadas da central da maratona a chamar nomes ao arbitro e chegado ao fim das escadas, com a bancada inteira a olhar para ele em silêncio e choque...

Chegado ao fim das escadas estica o dedo para o ar, hesita, tinham-lhe acabado os palavrões... respira fundo e grita- és um malcriado do caralho!!

Anyway, de volta ao puto épico do Celtic.

Passou 45 minutos a andar de um lado para o outro a falar, a cantar a gritar e a tentar conversar pelo meio com 3 pessoas ao mesmo tempo.

Abria a boca e dizia - whoiyuw uwunf naunqwer unuawqrwtwa me dad! (me dad era my dad já agora) num surreal sotaque escocês.

Durante o intervalo do jogo, ele e o Me-dad foram ao bar, na volta o Me-dad vinha a refilar com o filho.

Apontava-lhe com o polegar e o indicador juntos abanando o braço para trás e para a frente na direcção do filho que se sentou de braços cruzados.

O Me-dad chega ao fim de refilar com o filho e a bancada em silêncio...

O puto descruza os braços enquanto o Me-dad se senta na fila da frente, levanta-se, avança pelas cadeiras para as escadas, desce para a fila do Pai, chega à frente dele e diz- NO-NO-NO-NO aponta-lhe com os dedos indicador e polegar juntos e começa no mesmo sotaque escocês/klingon a refilar com o pai qualquer coisa que tinha ziliões de focas pelo meio

Quando digo focas tou a dizer fookk ou fuck para gozo da bancada Lisbon Lions Upper que se parte a rir com a cena.

Facto- Depeche Mode são e passo a citar: "faggy pussy music..." - nas sábias palavras de Andy Ritcher como já aqui fiz menção anos atrás no blog, não é uma questão de gosto é um facto.

É irónico que sempre que alguém que aprecia "The Mode" afirma que eles até são ok fique sem argumentação perante a música I just can't get enough... que é a melhor deles! ou seja, o argumento, prova e facto que eles são faggy pussy music é exactamente a mesma música que eles conseguiram que tivesse alguma piada.

Porque isto agora André? The Mode tocou-te n'algum lugar estranho?

Porque antes do começo do jogo tivemos isto


 Hoopy the huddle hound, a mascote do Celtic.

 E depois os adeptos do Celtic durante o jogo fazem isto:


E depois está a Miss Madame assustada a perguntar- o quê que tu estás a fazer??????

Quando eu me descontrolo de pé e braços no ar a cantar de lágrimas no rosto "When I see you Celtic I go out of my Head, I just can't get enough I just can't get enough"

O jogo acaba 2-0 para o Celtic, voltamos para a carrinha que vai abaixo 5 vezes no regresso- o que foi uma melhoria na performance, há que louvar!
Chegamos ao Emperor's Bar e somos levados sem ter muito voto na matéria até ao Balcão onde me perguntam o que vou beber e entram em revolta quando digo que temos que ir que estamos a ficar sem tempo para o comboio, a Miss diz-me - eles estão-me a perguntar se vamos com eles não sei onde ver o Celtic para a semana!!!

Saímos do Emperor's Bar a saber a pouco, tipo.. I just can't get...

Seguimos a pé para a estação, 5 minutos depois oiço um Oi! na minha direcção - Ganhámos?

Eu respondo- ganhámos, 2-0!

Sou abordado novamente e reparo que apesar de eu ter tirado o cachecol, a Madame Miss Madame tinha o dela ainda no pescoço - tava frio - e fomos tomados por Glasgonians do Celtic.

Peço desculpa pela demora em publicar o texto e o tamanho do mesmo...

Dava-me a dar gozo escrever e... (sim, vou fazer a piada)

E quando está a saber bem e não apetece chegar ao fim... digamos que... 

I just...


... cant seem to get enough of ...

aah... eles fazem isto melhor




Do do do do do do do...






Nota Final - Aproveito para mostrar o meu desagrado com a Madame Miss que me impediu de tentar adoptar a criança.











"querido diário do André... o Dave Gahan é tão dreamy..."


Um comentário:

Never Told Words disse...

Ora cá está uma coisa que eu adorava ver... não pelo Celtic em si, mas pelos adeptos mesmo!!! Arrepiante...