quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Trocos para a portagem

Gasolina à rasquinha, não por falta de guito mas por esquecimento.
Um dia já cansado de fazer nenhum ao pé do mar.
Os vidros para baixo que o ar condicionado sai caro e ela fica tão bem com a juba ao vento.
Puxo da quarta para quinta, já temos a ponte ali mesmo à frente.
Ela reconhece a música e puxa pelo volume do rádio.
Ela coloca-me a mão na perna para me dizer presente, espeta-me um sorriso pelo canto do olho e eu peço-lhe trocos para a portagem.
Primeira, segunda e até à curva da tapadinha serão uns minutos.
"They sing "I'm in love. What's that song?
I'm in love with that song."
Canta-me com gosto, lembra-me que a banheira é pequena e ficaremos apertados os dois...
Um de cada vez é desperdiçar água e estragar o planeta.
Um de cada vez era antipático e ele tinha sido um querido em pagar os pregos e as cervejas ao pé da praia.
Acelero obviamente, pergunto-lhe se já quer pensar no jantar.
Responde-me que tem queijo e azeitonas.
Perfeito.



Nenhum comentário: