segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Três filhos



Ela sorri apresentando-me o seu novo corte de cabelo

- Então? o que achas?? ficou bem?

- Mulher... quero ter três filhos contigo...

- Isso quer dizer que gostas???? mas espera... três filhos?

- Sim, um rapaz mais velho, o herdeiro varão, quero ter uma menina e um terceiro filho meio para o retardado mas do qual gostamos tanto como dos outros dois...


Solteiro


A minha Ex ex disse- nunca vais encontrar ninguém que te dê cabo da cabeça como eu...

Pensei que ela estava certa até encontrar a Ex que epicamente a superou e que me disse- nunca vais encontrar ninguém que te dê cabo da cabeça como eu...

agora estou solteiro...

e com medo...

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A Sós com a Marta... - Oh shake that body...


Destapou-lhe o corpo nu e puxou-a pelo pé sobre os lençóis.
Beijou-a enquanto ela se espreguiçava e sorria debaixo de si...

- Vais chegar atrasada... tens que sair da cama e vestir-te e...

- E nada, quero ficar aqui contigo o dia todo... já não fazemos isso há décadas... eu... tu, a minha cama... todo o dia sem sair daqui... o que dizes... parece-me um excelente plano! começas por me fazeres uma massagem nas costas...

Virou-se e fitou-o para trás sobre o ombro

- Começas por aqui pelos ombros e vais descendo e ... improvisas...

Suspirou, rodou-a e prendeu-lhe os braços pelos pulso com uma mão acima da cabeça.

Encaixou-o com as pernas e atirou-se de dentes tentando morder-lhe o lábio

- Estás sobre o meu poder... não ofereças resistência!!!

- Mulher... eu é que estou por cima, eu é que te estou a segurar os braços... quem é que... pera, não não isso não vale, as ancas não valem!!! isso não ah... és horrível!!! para! não temos tempo e...

Era tarde demais.
Beijou-a, saboreou-a, e gradualmente, primeiro devagar depois rápido a dar para o intenso...

Atrasaram-se com gosto um pouco mais.

- Pera... espera... pára! está a tocar o telemóvel!!!

- NÂO! não vais fazer-me parar agora...

- É o teu telemóvel! eu tenho o meu desligado...

- Tu nunca desligas o teu...

- Queres mesmo saber porque que desliguei o telemóvel ou queres acabar o que estavas a fazer????

- TU É QUE ME PEDISTE PARA PARAR!!!

Rodou-o para baixo do seu corpo, sentou-se e pressionou sobre ele o corpo

- Tenho que fazer tudo sozinha...


Sentia-se leve...
Como se estivesse a flutuar...
Apetecia-lhe rir e rir-se com todos que passavam por si. Apetecia-lhe não ter tanta coisa para fazer até à hora do almoço e passar a tarde toda a trabalhar... tinha sido tão bom ficar naquela cama...

Sentou-se no carro e suspirou, estava feliz, estava tudo perfeito e lá pelas 19h ia raptar a Miss do trabalho e empanturra-la com um mega gelado ao pé do mar antes de entrarem no quarto para a "segunda mão" da eliminatória e...

Tocou-lhe o telemóvel.

- Tão panilas, tá-se ninja? vou conduzir agora já te ligo... pera... tá tudo bem? tás com uma voz... tás onde? à porta da minha casa? tou a ir para casa já falamos... olha, vou mazé ter ao café pode ser? tou esfomeado.

Estranhou-lhe a posição do corpo.
Era imagem de marca o look esponjado na cadeira com que o encontrava sentado na esplanada e não o curvado, encolhido a dar para uma posição fetal com que o via à sua espera.

- Tão, tá tudo bem? o que se passa... aaaaaaaaaAAAAHAAHAHAHAH!

- Eu ainda não disse nada...

- AHAHAHAHAHAHAHAHAHA

- Gay... senta-te... temos que falar...

- AHAHAHAHAHAHAHA

- ao menos cumprimenta-me... não me deixes de mão estendida... e pára de rir... não tem graça... e...

- Tu a falares pareces ... ia dizer o Tom Waits... não... demasiado másculo... pera.... BONNIE TYLER!!

- Meu... eu alguma vez gozei contigo num momento difícil como este??? quer dizer... gozei mas é diferente porque no teu caso é com a tua gaja e esta situação é...

- É tão bonita... sniff, sniff eu tou bem emocionei-me um pouco com a beleza do momento... mas é tão bonito ver-te assim que fico emocionado...

- Queres que te conte o que me aconteceu ontem com a Marta ou não??

- Acho que vai ser a primeira vez que digo isto sobre a tua vida sexual... QUERO... COM DETALHES AHAHAHAH

- Não percebo do que te ris se ainda não contei nada...

- Não percebes? eu explico-te... começa no teu pescoço, nas marcas no teu pescoço que não percebo se foram chupões ou se te andou a bater com uma barra de ferro, depois do pescoço tens a marca das unhas que... foda-se, ela arranhou-te até onde??? abre a camisa... oh meu deus, isso tá horrível! tá quase em carne viva!

- E tu ainda não viste as costas...

- Não quero, deixa estar... o lábio... tu estás com o lábio todo rasgado!!

- E não consigo ouvir do lado esquerdo tens que falar para o outro lado... eh pá, já chega de rir... a sério... isto é grave e importante preciso de... falar disto.

- Tu precisas do quê? tu tens noção que eu estou a saborear cada instante, cada momento desta conversa... mas vamos portanto para começar concluir que facturaste com a Marta...

- Óbvio que tive sexo com a Marta, estava em casa dela e ela queria e eu não ia ser mal educado...

- Sim, tu sempre foste um convidado deveras educado... mas continua...

- Continua ou começo? eu nem te contei como fui lá parar... mas eu conto-te o que tenho... eu digo-te o que me dói.

- Oh.. do tell... faxavor de contar

- Saímos do café e ela deu-me o numero para lhe dizer qualquer coisa quando soubesse do gato...

- Olha, por falar no café, queres ler a mensagem que me enviaste a dizer- "vou-lhe engatar a Marta"?? tenho aqui se quiseres....

- Eu só fiz o que um Deus Homem como eu é suposto fazer, ela tava ali a fazer-me aqueles olhinhos de pega sensível que diz que é uma gaja séria e toda respeitável mas no fundo quer é que lhe dê umas palmadas e chame de porca na cama... tu sabes que eu não resisto a isso...

- ahahahahah eu sei!! eu tá-me a dar um gozo... continua!

- Eu chego a casa e mando-lhe uma mensagem com uma foto do gato, tu viste-me a actuar com ela no café, tu viste o mestre ao vivo a trabalhar e...

- Eu já te vi sacar muita gaja nos últimos 15 anos, metade devia estar alcoolizada ou tinha problemas com o paizinho... costuma ser a tua especialidade

- E tu quantas tiveste nestes 15 anos?? diz-me???? e nestes 3 anos é só cenas gay com a namorada e fins de semana e mãos dadas e ficarem a olhar um pó outro e segredos ao ouvido a rirem-se e ela a mexer-te no cabelo, vocês quando ficam os dois calados a anharem na praia ficam a pensar no quê? sapatos???

- Com ou sem sapatos nunca fiquei uma semana a arder-me quando dava uma mija...

- Eu vou ignorar esse comentário por dois motivos- primeiro isso só me aconteceu três vezes e segundo foram duas semanas, não uma... onde é que ia?

- Estavas "on fire" com a Marta a mandares-lhe mensagens com o Gato...

- Certo, bem, mando-lhe uma mensagem com o estupor do gato, e a seguir quando ela responde a dizer que tínhamos que combinar outro café os quatro eu envio-lhe uma mensagem a perguntar se ela conhecia o 500 days of summer, que tinha para ver mas não sabia se era bom e ou via esse ou transporter 2...

- O 500 days... boa boa... e ela, detentora de uma vagina...

- Pois, ela responde-me - oh meu deus! adoro.. eu amo esse filme! tens que ver, até vejo contigo se quiseres, é lindo!!!

- E tu? o que respondeu o Mestre?

- O mestre respondeu- hey, parece-me boa ideia, mas era para ver agora, se calhar é cedo para combinarmos ver isto os dois... - ela diz-me para não ser parvo, para passar por casa dela que era da maneira que conhecia os gatos dela e que se eu era teu amigo não havia stress nenhum e... foda-se... eu fui.

- Claro que foste! e ela ficou a saber porquê que te chamam "O devasta"!!!

- Tá-te a saber bem tá? tás a gostar de... ah.. foda-se... as costas... ardem... eu digo-lhe que se ela oferece a casa, deixa-me no mínimo...

- Eu Sei! eu sei essa pera.. deixa-me pensar... não ias dizer que lhe pagavas um café porque isso já tinham feito connosco e isso implicava saírem de casa/longe da cama dela, portanto... a resposta certa é.... FAÇO-TE O MEU RAVIOLI!!!!

- Yep... foi o que lhe disse

- Tão previsível...

- Tu é que me ensinaste deixa-te de merdas

- Eu disse-te como fazia os meus Ravioli e que elas adoravam, tu é que converteste isso numa ferramenta de engate...

- Eu chego a casa dela e assim que entro bate-me um bafo a incenso, a vela de gaja não sei, aquele cheiro enjoativo e doce que as gajas acham altamente

- Isso é um nojo meu! odeio essa merda, se é para por o quarto ou a sala a cheirar bem abrem a janela e pronto, fica a casa arejada, agora essas cenas põem-me doente, e depois começam com a cena de que TU tens que achar piada a isso e ao cheiro e levam essa merda pa tua casa para porem no TEU quarto e...

- Queres confessar alguma coisa?

- Ah... não... achas? alguma vez? alguma gaja minha entrava na minha casa com...

- Não tas a enganar ninguém...

- Tavas a contar?

- Não, a sério, se quiseres dizer alguma coisa tás à vontade

- Entraste em casa da Marta, velas de cheiro... continua

- Entro e a porra de um dos gatos começa logo a roçar-se nas pernas, ainda tava no corredor e a porra do bicho começa logo a fazer aquelas paneleiradas de gato e a Marta - ah, ele gostou de ti!! é bom sinal! - e eu - eles sabem ver quem gosta de animais... - passo a mão no gato a fazer-lhe uma festa, o gajo começa como todos os gatos a curvar as costas a levantar o cú e eu a pensar- PANELEIRO DO CARALHO!! um gajo passa-lhe a mão pelas costas e o gajo levanta logo o rabo!!

- Era o cinza?

- Era, o gajo é um chato do caraças, tá sempre atrás de um gajo... e nhau e nhau nhau aquilo e ronronron... foda-se mais ao gato!

- Se te cortassem os pendentes também ficavas todo ronronron e bixano...entraste em casa da Marta, o gato... e depois?

- A Marta começa a andar para a sala e eu vejo-lhe aquelas calças justinhas bem moldadas ao rabo a afectarem-me o discernimento, eu vou atrás dela e pergunto-lhe onde é a cozinha para começar a fazer o jantar, ela vem comigo e quando estamos a ver o que há no frigorífico e ela está assim bem encaixada entre o meu braço a segurar a porta do frigorífico atiro-lhe um- hey.. que perfume tens? é delicioso... é jogo sujo, assim eu não me comporto... não vale...- ela fica toda risinhos e - "não sejas parvo, não é nada de especial" e eu digo-lhe para ela saber que tá a lidar com um macho ultra alfa - mas sem a assustar - se eu não me controlar a palavra de segurança é "abóbora", ela dá-me aquele tapinha no ombro e ri-se...e ELA ri-se , não é para TU te rires!!!

- É que tu... tu usaste os truques todos com a Marta... A MARTA!!! com outra gaja era ok, agora... eu conheço a Marta, eu tou a olhar para ti e não estou minimamente admirado com as marcas externas e nem admirado ficaria se te faltasse um Órgão no corpo, um Rim, um Pâncreas...

- Nem eu teria ficado, mas não adormeci, estava demasiado assustado para adormecer... Onde é que ia? ah já sei, estou a fazer o jantar, faço-lhe aquelas perguntas chave que as gajas são tão burras que não percebem que as põem a falar bue delas mesmas em que um gajo não tem que dizer nada só fica a ouvir e elas pensam que estamos a ter uma conversa muita profunda e no final um gajo não teve que dizer quase nada...

- A maneira como tu falas das mulheres... a tua mãe ainda te fala?

- Pokeralho, tamos a jantar e ela tá com olhinhos de bambi bem esbugalhados e eu começo a ler-lhe o corpo, o rosto, começo a descodificar a linguagem gestual dela...
Quando ela inclina o ombr...

( o paragrafo que se seguia foi censurado pelo autor do blog no intuito de proteger informação privilegiada sobre linguagem corporal feminina )


... e como estava inclinada para a direita quando lhe perguntei isso, limito-me a aproximar-me dela e digo-lhe baixinho - isto não é justo, sinto-me exposto a falar contigo, pões-me a contar coisas que não digo a ninguém e tu ... tu não partilhas nada, sei tão pouco de ti...- assim que ela mordisca o lábio... desvio-lhe o cabelo do rosto para trás da orelha ehehe, aproximo-me e dou-lhe um beijo assim ao de leve... como se eu fosse tímido ahahah ela puxa-me pa boca dela toda lambona e ... e digo-te uma coisa, eu tava a provar em segunda mão da boca dela e consigo-te dizer que o refogado do meu Ravioli táva brutalissimo

- Meteste as azeitonas mais perto do fim como te disse? pouco azeite?

- E deixei os gajos marinar no refogado um bocado depois de ferverem

- É o que eu te disse! mas tavas a jantar da boca da Marta...

- Ela... ela puxa-me para cima da mesa, atira pratos po chão, copos, tudo... mesmo à gaja que viu filmes a mais, abre-me a camisa e começa a beijar-me o peito e eu sinto uma cena fria sobre o peito, a picar-me... olho e a gaja tava a brincar com a faca a deslizar pelo meu corpo!

- E não te ocorreu que era má ideia nessa altura teres sexo com a Marta?

- Nessa altura achas que me ocorria alguma coisa? tava um misto de Medo e excitação, tipo louva-deus que acha que com ele que vai correr tudo bem. A Marta consegue... eh pa, para uma gaja tão magra ela tem uma força de estivador... ela puxa-me totalmente para cima da mesa e salta para cima de mim, começa a abrir-me a roupa e quando tamos quase quase a concretizar ela pára e diz-me - estamos a ir depressa demais... não podes ser apressado comigo... eu não sou assim.

- AHAHAHAHAHAHAHAHA

- Não tem graça... mas saimos da mesa e vamos para o sofá, quer dizer, ela vai para o sofá... eu ainda estava meio atordoado, ela chega ao sofá e chama-me com o dedo, eu vou po sofá, puxo-a pelas calças e ela dá-me uma sapatada na orelha - não me estragues a roupa!!! - e eu com três botões a menos na camisa, mas adiante, ela tenta-me abrir os jeans e as calças dela sozinha ao mesmo tempo porque a madame é a única pessoa com qualificações técnicas para abrir calças de ganga, eu puxo-lhe as calças "com cuidado" e ela puxa-me para cima dela, tou lançado, tou embalado e orgulhoso do meu trabalho e competência para promover e desenvolver o concretizar do evento a que me propus quando a vi com a tua namorada a subir a rua e ela empurra-me com os pés no peito para fora de cima dela, puxa-me e atira-me para o sofá e senta-se em cima de mim, eu afalfo-a e ela... foda-se meu... ela morde-me o peito uma vez, morde duas e não larga!!! eu começo a gritar - ABÓBORA!!! ABÓBORA!!! - e ela não larga, continuo a gritar abóbora e começo-lhe a soprar e a bater no nariz como se faz aos cães, a gaja larga-me o peito e atira-se-me à boca, começo a sentir uma cena estranha a fazer-me pressão atrás da cabeça nas costas do sofá e era a trampa do gato a roçar-se na minha cabeça, eu dou-lhe uma sapatada e a gaja bate-me no mesmo ouvido... eh pa, pára de rir... ao menos esforça-te...mas adiante, estamos empolgados... quer dizer... ela está, eu estava em pânico, primeiro começo a suster a respiração com o medo e depois começo a hiperventilar e é ai que começa a cena a ficar para o estranho...

- ah... é ai que começa estranho? tens a certeza?

- O gato... o gato tava sentado na outra ponta do sofá a olhar-me nos olhos e como se isso não fosse mau o suficiente, ela faz-lhe uma festa na cabeça... ah? o que foi?

- Tu fizeste uma cena a três!! com um gato!!!!... Espera que me estão a ligar... estou? hey! isto é saudades? acabaste de estar comigo ... o quê? estiveste a falar com a Marta? então? tá tudo bem? sim... tá aqui comigo, ya, ele também gostou de estar com ela ontem estava-me a dizer isso agora mesmo... sim... um café hoje? claro!!! é uma excelente ideia!! tá combinado... olha... mas pouco tempo no café que faz 3 anos que me atiraste ao rio e eu quero é estar contigo... eles ficam bem os dois sozinhos... sim, até logo...não... desliga tu... desliga tu! isto é ridículo!! o primeiro a desligar o telefon... foda-se, ganha-me sempre, o telemóvel dela é de tampa...

- TU TÁS-TE A PASSAR??? TU NÃO OUVISTE NADA DO QUE TE ACABEI DE CONTAR????

- Ouvi...mas o que queres... deixaste mesmo boa imagem com a Marta que ela sugeriu irmos todos ao café outra vez...e... espera, deixa-me só mandar uma mensagem a confirmar uma coisa... Já tá. Olha... tá a vibrar o teu telemóvel...

Fitou-o bem nos olhos, ele não ia...

- "Gay, tas a ver a minha Namorada?? vamos-te deixar a sós com a Marta..."




Nota- peço desculpa pelo tamanho do texto...

Sim, é baseado em factos e personagens reais

(fica registado que a minha palavra de segurança é - ABÓBORA)

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

I'm on a...

Entro no camuflado- gosto de pensar que a espessa camada de terra que reveste o meu carro a castanho é camuflagem, ligo o ipod ao rádio e perco-me numa introspecção sobre prós e contras das várias músicas cujo titulo leio até encontrar a ideal para a viagem.

(repararam que não fiz nenhuma alusão sexual sobre ter o carro todo porco? viram? não disse que gosto do meu sexo como tenho o carro... badalhoco e a precisar de uma mangueirada!!)

(eheheh eu sei que acabei de fazer alusão, vocês já me conhecem, tão à espera do quê??!?! e não me julguem, eu sei que antes de eu acabar a frase já vocês antecipavam algo tão mau ou pior...)

Onde é que eu ia? vocês desconcentram um gajo porra!

Meto o pisca para a esquerda, paro, aguardo no cruzamento e arranco para a direcção que indiquei, vejo um carro a indicar que vai estacionar e fico parado assim que acabo de fazer a curva, olho para a esquerda, olho para a direita e...

Está um caramelo a mijar contra o portão do prédio de uma ex namorada (as 15h da tarde em plena lisboa!! não estamos em lordelo!)

Baixo a música, abro o vidro e penso em dizer:

a) - Gosto muito do teu trabalho

b) - A um porto azul não leva acento!!

c) - Quando acabares avisa para te dar os 15 euros que combinamos pelo trabalho

d) - Esqueceste-te de um bocado ali no lado direito

e) - Hey! eu pensei nisso primeiro!

f) - XAAAZAAAMM!!!

g) - Um ser Em-si não tem potencialidades nem consciência de si ou do mundo. Ele apenas é. Os objetos do mundo apresentam-se à consciência humana através das suas manifestações físicas!!!

Mas fiquei-me por um genial - HEY TENS UM BICHO AO PÉ DA PERNA!!!!

e arranquei com o carro enquanto ele se debruçava para ver o bicho e se urinava nas calças e sapatos...

Aumento o volume do rádio e digo para mim mesmo:
- André, escolheste mesmo bem a música... I'm on a... HIGHWAY TO HELL...

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Vou-lhe Engatar a Marta... - Oh shake that body...

Estava ansioso.
Estava preocupado.

Tinha um bonito futuro atrás de si.
Na melhor das hipóteses ficava solteiro e com umas quantas escoriações, um ou outro hematoma e talvez... se tivesse muita sorte sobreviveria sem muitos danos físicos permanentes, talvez perdesse um braço, uma perna... com sorte.

Talvez ela só lhe arrancasse uma vista...

Era isso era... e o Lisandro voltava para o Porto para fazer dupla com o Falcao...

(Era tão bonito... sniff...)

Deixou cair a testa e o peso da situação em que se metera sobre o volante, girou para fora da ignição a chave e desligou o rádio do carro.

Talvez se ficasse muito quieto sem se mexer... talvez se conseguisse não fazer nenhum barulho... ou então se por sorte eles até se dessem bem...

-AHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHA

Ok, esta teve graça...

Saiu do carro e fechou a porta, demorava nos gestos no intuito de adiar o futuro, retardar o tempo até conseguir fazer o mesmo voltar para trás, para quando tudo era bonito e belo, e não tinha cometido o erro de combinar apresentar o melhor amigo à namorada.

Estava em divida com ela, quer dizer... elas acham sempre que lhes estamos a dever qualquer coisa pela autorização, livre transito para lhes mexermos nos locais de recreação que elas têm no corpo...

Sinceramente, tinha que parar de lhe responder quando ela estava sentada ao seu colo de decote ou quando tinha as mãos nos glúteos dela, afectava-lhe tremendamente o discernimento e acabava por lhe dizer que sim a tudo...

Isso e quando ela lhe mordia o lábio e o fitava de baixo para cima a abrir-lhe o primeiro botão da camisa sobre o peito.

Que cabra...

Ainda por cima pediu-lhe o encontro dois dias depois do acidente com os lençois lhe ter posto o olho negro e ela sabia que lhe era incapaz de dizer que não ao que quer que fosse depois disso...

Que cabra oportunista...

- Mékié!!! tão pá, tá-se ninja? requisitaste a presença do Dominar e o Dominar apareceu!

Apertou a mão, girou deslizou os dedos e finalizou com o clássico fist bump que há mais de uma década usavam para se cumprimentar.

- Tá tudo, meu, tens mesmo que te comportar hoje, sabes que as gajas assim que criam uma ideia sobre um gajo é essa ideia e ponto final, elas não conseguem desenvolver conceitos de pessoa complexos como nós...

- Eu sei meu, um gajo se tá rouco a dar pó afónico quando conhece uma gaja e fala pouco...

- Ela põe-te o rotulo que és um gajo pouco falador e tímido...

- Mesmo depois de um gajo contar que se estava a masturbar e a meio lembrou-se da maqueta do projecto... e que isso não o impediu de acabar...

- Eu ajudei-te a fazer a maqueta, eu não preciso de saber...

- E eu ajudei-te a montar a cama do teu quarto, vai dar ao mesmo, eu sei o que fazes lá em cima!

- Não não sabes...

- Tudo não sei, imagino... mas sei o que EU fiz lá em cima ahahaha, tás a ver aquela amiga da tua irmã que estava sempre a embirrar comigo nos teus jantares de aniversário? a Loira cavalona...

Parou, fitou-o e hesitou retribuir o Hi5 que lhe era requisitado...

Por um lado, a Amiga da irmã era de mestre, por outro... a cama onde dormia...

Retribuiu o Hi5 - eh pa, na minha cama não ok?

- Fonix, daqui a nada não posso fazer nada em tua casa!!! já disseste que não posso entrar no quarto da tua irmã, não posso usar o teu portátil só porque ficou gravado no histórico uns sites que acedi acidentalmente e a tua namorada viu... acho muita mau que ela te ande a ver o que pesquisas na net...

- Ela escreveu Facebook e apareceu-lhe Facefuck with midgets... acho que não é bem andar a controlar

- Vês! não foi com anões, foi com ruivas, afinal não fui o culpad... pera... tens razão esquece, mas qual é o teu drama de tar com a tua namorada? já tive com ela ziliões de vezes na faculdade...

- Na mesma sala, não estiveste a sociabilizar com ela, a conversar com ela

- Tu tens é medo que ela ao ver-me, homem macho! ela questione o que sente por ti e se és o gajo certo para ovular e parir um puto...

- Pokeralho, tu sabes o que te estou a dizer, as gajas são hipersensíveis e levam qualquer merdinha fora do que elas querem a mal, se dizes qualquer coisa no dia errado, naquela altura do mês sem tu saberes que é...

- Olha lá, a tua gaja não era suposto chegar aos sítios a horas?

Olhou para o relógio, realmente ela estava atrasada o que não era costume...
Sentiu nascer esperança onde esta não existia, será que estava com sorte e ela não ia aparecer? tinha tido uma acidente, partido uma perna ou qualquer coisa boa que a impedisse de aparecer...

Quer dizer...

Óbvio que desejar que a namorada partisse uma perna não era bom...

Depois era chato convencer-la a fazer certas posições sexuais que apreciava muito... e ia ficar carente e pedinchona...
E ela ter um acidente de carro ia sobrar para si porque depois tinha que andar a fazer de motorista pa todo o lado...

Hey! um aneurisma ou lá o que era, qualquer cena que a pusesse tipo em coma, assim ela não só ficava já no sitio - na cama, ficava caladinha e quieta sem oferecer resistência! podia ir ter com ela quando quisesse, podia ficar sossegado a jogar PS3 com ela ali ao lado calada sem refilar, podia por na Eurosport ou ver jogos do Porto de 87 sem ter que levar com aquelas séries muita lamechas de médicos para compensar...

Passava a ser a namorada perfeita!

- Meu, liga para a tua fêmea pa saber se vai demorar, elas gostam que um gajo pareça que fica preocupado...

Ligou e foi-lhe rejeitada a chamada

- Rejeitou, deve tar a chegar

- Ou então viu que eras tu e rejeitou ahahaha, liga-lhe em anónimo e vais ver que ela atende

- É o que te costuma acontecer com as tuas gajas? ahahaha, olha, já ai vem... oh não...

Sentiu que o mundo desmoronava em seu redor, sentiu que era o mau Karma de ter apreciado a ideia da namorada ter um acidente ou ficar inanimada...
Era uma piada sem graça - porque era consigo, se fosse com outro era hilariante!, era um capricho dos Deuses, a paga de todas as vezes que fitou a namorada dos olhos e lhe dizia que sim ao que ela dizia e por dentro desejava que esta ficasse subitamente afónica só para ouvir o relato do jogo da televisão...
Foram só três vezes...

(Ok, foram cinco vezes se contarmos com dois jogos amigáveis do porto...)

Era cruel demais...

Virou-se para o amigo e ganhou medo, deparou-se com este a sorrir como se fosse um leão perante uma gazela coxa na savana amarrada com correntes anestesiada a dormir...

- A MARTA NÃO! está fora de questão, nem penses nisso, foda-se, não... não e NÃO!

- Eu disse alguma coisa?? eu não disse nada, nem pensei... quer dizer... pensei, mas não te stresses que usei preservativo, que eu não conheço a miúda não sei se ela eh eh... chama-se Marta a amiga da tua namorada?

- Eu faço o que tu quiseres, imploro-te, a Marta não, é a melhor amiga dela e depois EU é que me fodo, qualquer outra gaja tu sabes, tou lá para ti como sempre, mas esta não...

- Mas quem tem que dizer que "a Marta não" é a Marta, ela é que sabe! não a podes privar do prazer, do privilégio de... pera, esta é a Marta? A MARTA? aquela amiga da tua gaja que é totalmente alucinada quando se passa da carola?

- Essa mesmo... - tentou agarrar a oportunidade - eu contei-te que a gaja a discutir com o ex namorado lhe partiu a cana do nariz com o salto da bota - ele não precisa de saber que foi um acidente, que lhe acertou a gesticular com a bota na mão e o gajo era sensível e sangrava facilmente da penca - o gajo teve que ser operado...

- Acho que me lembro disso, e ela não tinha uma panca com animaizinhos?? chorava com os pandas e matarem golfinhos e focas e o caralho?

- Exactamente! - estava a resultar! -ela ás vezes parece que é bipolar, tem umas arrancadas do nada e...

- É desarrumada?

- O quarto dela é o caos...

- MEU, A GAJA DEVE SER UMA BOMBA NA CAMA!!!

Não teve tempo para reagir, somente tempo para sorrir, cumprimentar a Marta, apresentar o amigo e deixar-se envolver pelos braços e beijos da namorada

- Eu devia ter avisado... mas lembrei-me de trazer a Marta, assim ninguém fica a falar sozinho... - beijou-o uma, duas vezes - espero que não te importes...

- Eu? achas? claro que não! tu sabes que eu gosto imenso da Marta...

Entraram no café, puxou o braço do amigo e insinuou-lhe um - NÃO! - com os olhos, este retribuiu-lhe com as sobrancelhas - Ela é que sabe, eu tou aqui quietinho...
Respondeu-lhe - Nem penses nisso! - abanando a cabeça levantando o indicador...

- Vocês os dois estão a sentirem-se bem? não se querem sentar?... hey! tu ficas ao pé de mim! porquê que te foste sentar ao lado da Marta? que eu saiba és MEU namorado...

- O teu namorado tem com cada uma... estava a falar com ele antes de vocês chegarem e ele diz-me que foi contigo ao jardim zoológico e estava lá uma camelo fêmea que tinha as bossas pequenas... mas que esperava que ela tivesse uma personalidade carismática para compensar...

- Eu peço desculpa, ele não tomou os remédios- sentiu o panico invadir-lhe o corpo, a Marta ria-se, o gajo marcara pontos com a piada inicial - desde que foi sodomizado na supertaça por 2-0 ele...

- Meu, já falamos de bola que chegue os dois! olhem, não me levam a mal que mande uma mensagem? ia ligar mas tá imenso barulho no café... é que o gato da minha irmã partiu o maxilar... ainda é pequeno, ele caiu e ia hoje ao veterinário... estou meio para o preocupado...

- awww, a sério? coitado!! como se chama? qual é a raça? não sei se sabes mas eu tenho dois gatos! adoro gatos!! adoro animais...

- Eu mostro-te uma foto, tenho uma no telemóvel que tirei com ele ao colo, espera, deixa-me só mandar a mensagem... sabes Marta, coisa que eu gosto é de quem gosta de animais, para mim é o essencial para se ser boa pessoa...

Sentiu a namorada puxa-lo para si, para lhe confidenciar algo ao ouvido - não sei porquê que estavas tão receoso a dizer que não era boa ideia um dia juntar-mos a Marta com o teu melhor amigo, eles dão-se super bem... e tu dizias que ele não era bem a minha onda... não vejo qual era o teu problema...

Sentiu o telemóvel vibrar uma vez, era uma mensagem.

Ele não ia ter a lata de...

"Gay, tas a ver a tua namorada? Vou-lhe engatar a Marta!!"





Nota - Invariavelmente dizem-me duas coisas sobre este blog - que o melhor do blog é o asshole do amigo dele e que não engano ninguém a disfarçar que toda a gente sabe que o asshole do amigo sou eu.
E pedem-me mais textos com esse gajo.
Pedem-me um dia na vida desse gajo, e dizem-me - vá lá André, já te vi e ouvi dizer e fazer pior ao vivo, solta a franga e dá-nos mais pérolas desse Deus que é disso que nós gostamos.
(viram o que fiz aqui? por via indirecta chamei a mim mesmo um Deus)

Se me pedirem com jeitinho até que pode ser que escreva um dia na vida da vossa personagem favorita...

Podemos trocar pelo numero da Marta...

domingo, 8 de agosto de 2010

Conversas com o meu Pai #4

Eu - Afinal o Ipod ficou aqui no carro como te disse...

Pai - Ficou onde?

Eu - De lado, na porta, eu disse-te que tava aqui para me trazeres, que me tinha esquecido e tu disseste que não pode... e eu IPod pode...

Pai - és muita seco!

Eu- Quando tenho graça é mérito meu, quando sou muita seco é genético...


Nota- esta piada "hilariante" vem no seguimento do lema de trabalho da Arquireal - Quando o trabalho está mal feito é responsabilidade do próprio, quando está bem feito é fruto do trabalho de equipa!

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Woof Woof...


Sempre que a vejo esponjada, concentrada no acto de não fazer um cu admiro-lhe o estilo, a técnica e o ressonar.

Daqueles ressonares que batem forte, que põem qualquer um em sentido- porra, ela tá mesmo a dormir.

Tantas vezes, ela ressona de olhos abertos e no gesto, no pensamento da intenção de a tirarmos de onde está a dormir ....

Ela ressona mais alto.

E eu lembro-me da primeira vez que dormiu ainda uma miniatura que cabia na palma da minha mão e não o mastodonte preto acima dos 45kg - que adoram adormecer sobre as minhas pernas- comigo, na enorme cama de casal da minha irmã na casa de praia no alentejo...

Lembro-me de acordar com ela a mordiscar-me o nariz, vejo-a sair dos lençóis e patusca caminhar aos tropeções até à outra ponta da cama, agachar-se - era tão fofa!!!! - e mandar uma brutal mija na cama da minha irmã.

Foi a primeira vez que me fez rir à gargalhada.

Mais tarde, já um colosso de preguiça, a elegância com que me empurrava para fora da minha cama, quer com o corpo quer com aqueles olhinhos de puppie que rebentam qualquer defesa ou vontade de resistir aos seus desejos - 99% das vezes por qualquer coisa que eu ou alguém estivesse a comer.

Fico orgulhoso pela sua indiferença às pulgas que lhe ladram furiosamente do outro lado do passeio.
Histéricas, criaturas minúsculas que o pelo não deixa ver de imediato onde se metem as pilhas...
E ela ignora... whatever... até que qualquer coisa lhe é dita nos Woof woof's histéricos da ratazana...

Ela pára, ela olha... - WOOF !!!

E a criatura foge.

Deslizo pela sua nuca sentado com ela na cadeira do veterinário.

Ela tem um fio de baba grosso da boca até ao chão, quase meio metro de baba...

Ela treme, ela tá farta de veterinários e olha-me com um - tira-me daqui que me parte o coração.

Ela deita o focinho na minha perna e a baba enrola-se como se fosse cola nas calças, eu faço-lhe uma festa, coço-lhe atrás da orelha como ela gosta ela vira de prazer o focinho, soltando o fio numa outra direcção...

Sobre a minha outra perna...

E eu ali a sentir-me tão desfeito sem lhe poder dizer...

Sinto-me tão a quebrar, tão prestes a não me conter...

Mas vejo uma ratazana de trela, saltitão de mau feitio - mesmo a pedir-las.

Ele entra no veterinário, altivo e com pilhas novas, a Iris suspira e de sentada deita-se no chão- sobre os meus pés...

Com baba...

Ele pufa um latido... woof?

A Iris levanta-se, coloca-se de quarto, gira o focinho e...

- WOOF WOOF THIS MOTHERFUCKER!!!!



Nota - Não sou de desabafos emocionais...

...estou de coração partido ao vê-la no chão do meu quarto a dormir enquanto escrevo isto sabendo que nada há a fazer senão esperar que passe o tempo.

Podemos gostar mais ou menos de uma pessoa, simpatizar, achar mais ou menos graça, mas de um cão... é amor.

(ponto)

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Aí que estou tão mal...

Minha Avó entusiasmava-se nas lamentações.
Que lhe doía as pernas, que respirar era difícil e era complicado tudo o resto.
Minha mãe suspirava e repetia que ia para o Alentejo e ela ia quer quisesse ou não.
Minha Avó diz-lhe que está muito mal para ir, que o médico volta de férias quarta e que a tem que ver...
Minha Mãe pergunta-lhe se é imperativo o médico vê-la quarta, a Mãe da minha Mãe responde-lhe que sim!

Eu intrometo-me e digo-lhe que se é assim tão importante que o médico a veja eu posso dar uma foto dela ao médico e fica o assunto resolvido.

Minha Avó tira do nariz o oxigénio, levanta-se e...







... e afinal não está assim tão mal.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Conversas com o meu Pai #3 - Feat. Artista Convidado


Sentados a comer camarões e uma mega travessa de caracóis após um extenuante dia de trabalho, Eu, meu pai e o Artista Convidado - João, visionávamos um jogo de pré época do FC Porto.

Eu - se os gajos querem fazer uma taça ibérica, o benfica trata dos túneis e suborna os jogadores adversários, o porto tratava da fruta pós árbitros e o Barça e o Madrid nem tinham hipótese... mas o que era mesmo bom agora era o Lisandro entrar na segunda parte na equipa do porto...

João - Querias não querias...

Pai- Olha lá, entre uma noite com a Joss Stone e o Lisandro voltar po porto o que escolhias?

João- Meu, tás a hesitar?!?!?!

Eu - É uma resposta dificil...

Pai- a Joss Stone com o vestido vermelho e o Lisandro e tu não tens resposta?



Eu- tenho... a Joss Stone com a camisola do Lisandro...

João - Tu querias era o Lisandro com o vestido da Joss Stone...




Duas imagens, o mesmo pensamento - wtf??