quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Filmes 2010

Tenho um feedback estranhissimo neste blog, não em forma de comentários mas em sms as 04h a refilar sobre o que escrevo aqui.
(ou ameaças de violência corporal caso não escreva aquilo que querem...)

Ou seja, o número de comentários é uma miséria para as vezes que me dizem- li no teu blog que...

E eu - se tens uma opinião porquê que não comentaste??

Resposta - Porque depois ia estar contigo...

Adiante.

Hoje falaremos de cinema, dos filmes que mais gostei deste ano.

(Pelo menos 3 as vezes que se sentaram num café comigo e iniciaram a conversa- olha, quando escreveres no blog sobre os filmes de 2010 ... o que achaste do...)

Sinceramente, nem com 3 pessoas a ajudar encontrei 10 filmes para fazer um top 10.

Sinceramente, devo ter visto mais de 100 filmes este ano...

Se fosse sinceramente sincero admitia que era mais à volta de 200 filmes que de 100... mas ficavam com a ideia que não fazia outra coisa da vida e é complicado explicar aqui as minhas capacidades de multitasking.

Adiante André, adiante...

Não arrebanho 10 filmes, mas ficam os 7 com especial destaque aos dois que mais gostei.

Green Zone - O filme em si é bom, o final do filme... fuck yeah!!!!! ( a perseguição com o bourne ... ah... o Matt Damon é brutal e recomendável a todos os cromossomas Y )

Inception - Yep, mesmo com o terrivel actor que é o Di Caprio, o filme entra na lista de melhores do ano - joseph gordon-levitt para as senhoras, e Christopher Nolan para os senhores.

Predators - Acho desnecessário justificar.

scott pilgrim vs the world - Ramona... Ramona...nham nham nham... ( Como é possível o Jason Schwartzman e o Cera terem uma cena tão Badass num filme...)

Kick-Ass - "- está tudo controlado... vou só ali buscar a bazooka... / - se está tudo controlado... porquê que precisas da bazooka!?!?!?!" - Em terceiro, no pódio.


E agora meus caros, os dois filmes que aqui o Pantufinh... o André mais gostou em 2010.

MEGA SHARK vs GIANT OCTOPUS!!!!!!!!

(piada seca)

(piada porque estava no top 10 de 2009 e estou a repetir, porque se tivesse visto o filme pela primeira vez este ano era o melhor filme de 2010!!)

...

Adiante, os dois filmes que destaco de 2010 são:

How to train your Dragon - seria apenas um bom filme com uma fantástica banda sonora... mas é pelo 3D no momento certo no sítio oportuno um dos melhores filmes que vi este ano e de longe o melhor filme em 3D que foi feito até à data, e na cena que podem ver em baixo (em 2d infelizmente) lembro-me de estar de olhos esbugalhado... e feliz.








The Town - Não há muito a dizer, é um filme perfeito - Não é o melhor filme de sempre, mas é o melhor de 2010 . Vi e revi no cinema.




" - I need your help. I can't tell you what it is, you can never ask me about it later, and we're gonna hurt some people...

- ...Whose car we takin'? "


Menções honrosas ( porque me diverti a ver)

- Hot tub time machine - porque os 80's rulam

- Take him to the greek - "porque eu tenho uma mente porca"

- Prince of Persia - pela avestruz chamada Anita

- Jackass - porque me ri até doer

- Step Up 3d - porque o 3d é mágnifico e a banda sonora excelente

- The A team- porque foi o que devia ser

- Zombie Strippers - porque é hilariante contar o filme a terceiros

Nota - é deprimente fazer um top 10 com 7 filmes, as menções honrosas não são filmes suficientemente bons para entrar num top 10, são apenas filmes... porreiros para ver com os amigos.

Apesar de ter sido um ano em que facilmente fazia um top 50 de maus filmes ( eat pray love - ter filhos é como tatuar a cara, letters to juliet, leap year, the last airbender, jonah hex, killers-ridículo, Shrek forever after, Clash of the Titans - pelo que devia ter sido e não foi... que desilusão, the bounty hunter, Alice in wonderland e podia continuar até aos 50 ), não irei fazer um top 10.

(não, não vou dizer acabei de fazer porque são apenas 10 que me lembrei enquanto escrevia o texto)

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Estou velho...



"Estou velho" e recordei-me da fala - "estou velho e acabado... estou prestes a morrer"

Era proclamada se não me engano pela personagem Tejo- não era um canideo, era mesmo o rio - numa peça em que participei pelo ano de 1823... ah... 1997 numa altura em que tudo relacionado com a Expo 98 era bom, fofo e bonito...

tipo o meu...

Adiante André, Adiante.

Neça peça participei no épico papel de vendedor de escravos - e na parte da corte, era o caramelo que tinha que dançar com as damas - e eu dancei apenas e somente com a mesma rapariga de quem gostava... na pré-primaria!!!...

(estava no 9º teve o seu quê de simbólico)

Porquê que falo disto?
porque me trás à memoria...

O dia em que espanquei o Gil.

- Um caramelo vestido de Gil, dentro de um fato insuflável levou a mal um acidental encontrão de um amigo e deu-lhe um banano, eu não me fico quando vejo aquilo e mando o Gil ao chão e...



Foi tão bonito...

Nota - Já por aqui escrevi a narrativa, o combate épico com o monstrengo não gosto de me repetir, mas em seguimento do post anterior e lembrando-me eu de que me atraquei à moça em género de despedida...

The Black Stallion



Era novo, coisa de 6 anos de idade quando encontrei entre os brinquedos espalhados no chão do meu quarto um pequeno cavalo preto.

Ainda novo, coisa dos 10 anos de idade já tinha visto e revisto o filme inúmeras vezes e o cavalo preto... esse encontrava-se já então num posto resguardado, onde o mantive com o cuidado de quem não quer mesmo perder aquilo que gosta.

É uma simbiose entre o filme e esse pequeno cavalo preto que ao contrário de muito objecto de infância ainda tenho e guardo.

Quanto ao filme, acabo de o rever... 16 anos depois.


Nota- estou velho...

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Regra dos 5 segundos

Chegou cedo e esperou sentado.

Aconchegou-se do frio na roupa, aninhou-se sobre o muro que fez de assento e deu por si catita e contente a abanar os pés.

" Sitting on top of the world with ... Your legs hanging free "

Não tão alto, mas de pequeno almoço tomado e bem disposto, café e meia caixa de bolinhos de sortido húngaro antes de sair de casa... fuck yeah!.

Aguardou paciente, verificou o relógio, o telemóvel e a performance desportiva de meia equipa do Porto mentalmente até a ver dobrar a esquina apressada.

Arrebanhou os pertences ao seu lado sobre o muro e quando se preparava para saltar deste para o chão... ela passou por si sem parar.

Avançou uns metros, voltou e passou novamente sem parar no sentido inverso.

- O que estás a fazer??

- Estou à espera que me mandes um piropo... manda-me um piropo faxavor!!

. ah... porquê?

- Faz-me bem ao ego... pelo menos uns dois por semana... - colocou-se diante dele e colocou o indicador sobre os lábios sem lhe dar tempo para falar - e faxavor de sacar de um piropo novo, não podes utilizar o "Morcona posso-te comer o sufixo" ou o "Deves-te peidar como um coelhinho..."

- Mas... são clássicos!!! são tão clássicos como um homem de fato ou uma mulher de preto ou...

- Improvisa! não sejas repetitivo...

- Odeio ser repetitivo... ou que repitam a mesma coisa vezes sem conta... estava num hotel uns anos atrás, eram coisa de quatro da manhã e tava quase quase a adormecer quando no quarto ao lado começa-me aos berros uma gaja a gritar - SIM! SIM! SIIIM! SIIIIIIM!- eu levanto-me, vou à porta do quarto dos gajos bato à porta e grito - PERGUNTA-LHE OUTRA COISA FODA-SE, ELA JÁ TE RESPONDEU QUE SIM!!

- Oh meu deus... que piada horrível!!!

- Tu estás-te a rir...

- Mas eu sou parva! riu-me das tuas piadas, paguei para ir ver os Coldplay e sou do sporting... tenho um cadastro de más opções... não te rias... não faças essa cara só porque tás em primeiro...

- Por falar nisso, deviamos ir comemorar os 36 jogos invencíveis... tenho uns yogurtes em casa...

- Ainda estou à espera do piropo...

- Eu prometo que te mando um piropo depois quando não estiveres à espera e for inconveniente...

- Promessas são como as crianças... sabe bem fazer-las mas depois não tem graça nenhuma...

- Isso é falta de colo quando eras bebé??

- Eu tenho fotos comigo ao colo!!!!

- Photoshop...

- Suspiro...

- Não precisas de dizer que suspiras em voz alta... eu percebi!!

- cala-te, anda, leva-me a almoçar... prova-me que és boa pessoa - Puxou-o pela mão do muro

- Não não sou boa pessoa, sou Heterossexual!! não faço dessas...

- Santa paciência... como é que eu aturo isto?

- Realmente... sou insuportável! isto é demais e...

- E estás a tomar o meu partido outra vez para ver se me calo?

- Conheces-me tão bem...

Gesticulou frustrada e virou-lhe costas, deslizou o salto das botas sobre o calcário da calçada até este prender no intervalo de dois blocos, girou o corpo desequilibrada sobre o recém criado eixo e estatelou-se no chão.

Segurou-a pelo braço, levantou-a com cuidado... com uma certa ternura, desviou-lhe o cabelo do rosto e... soprou-lhe para a cara

- Foda-se mas o quê que tu tás a fazer????????

- Regra dos 5 segundos!!! se apanhares depois de cair ao chão no espaço de 5 segundos ainda podes comer...




Nota - wtf?? Juro que não percebo o que acabei de escrever.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Top 5 Músicas - 2010 - but as I stand here alone in this dust I’ve got nothing left to lose nothing left to lose...



nº1 - Hadouken - Declaration of War








I should have put this flame out years ago
but you burn my house down, now I won’t go (I wont go...)
but as I stand here alone in this dust I’ve got nothing left to lose
nothing left to lose...

'Cause I see ways, I know your plan
'Cause I've been around, i've seen this place before...

I wont do this anymore...

But if you want war, you got war.


Gosto tanto desta música que fico bloqueado sem saber por onde pegar.
Há um desconforto recorrente quando queremos partilhar uma música que adoramos com alguém e ficamos na dúvida se percebem o que mexe connosco- " a sério... a música agora fica boa..."

( Não foi o caso com esta felizmente )


É destacada a minha música favorita em 2010.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Its "The Mode"



"Depeche mode? faggy pussy music..." - Andy Ritcher

tipo... exactamente isso!

( por mais que esgrimam argumentos... a conversa resume-se à frase - I JUST CAN'T GET ENOUGH... e ao pianinho mágico.

Ponto.)

Depeche Mode... Faggy Pussy music.


( I just can't get enough... i just can't get enough...)

Nota - Deambuleava por Buenos Aires à procura de um recuerdo dos Rata Blanca para o Baby-Bro, entro numa loja repleta de cd's e vinis, presumi que seria uma loja de música, pergunto ao balcão e sou prendado com um - eeewwwww no...

Dou uma segunda vista pelas paredes da loja e era Depeche Mode / Duran Duran Extravaganza!!! Parecia que tinha entrado no covil de um serial killer tamanho o horror que me rodeava...

Mais tarde, na calle florida, entro na fantástica livraria El Ateneo (não confundir com a mítica loja no espaço que outrora fora uma sala de opera se me recordo correctamente que infelizmente não consegui visitar).


(El Ateneo na Calle Florida)

Aí, após me sentar num pequeno - mas sublime- pátio interior para ajeitar o Téni esquerdo e reorganizar mentalmente o plano de ataque a Buenos Aires, meto conversa com a porteña guapa com o logo da loja na t-shirt preta e pergunto- tienes algo ... de Rata Blanca?

Três sorrisos depois tinha o meu Recuerdo.

Depeche mode - Ódio de estimação,




Pois, esta é a mitica loja El Ateneo... e eu que precisava de mais uma desculpa para voltar a Buenos Aires...

sábado, 11 de dezembro de 2010

João Bonifácio in Público.- alguém que lhe dê com um pau ou o ponha a dormir - a ver jogos no restelo por exemplo...


Sento-me no sofá e abro o Público.

Aproveito o intervalo de um jogo qualquer para dar uma passagem na diagonal pelo jornal, e chama-me a atenção o texto sobre o concerto da lady Gaga, não que seja um fã mas no intuito de descobrir- deixa ver o que dizem dela ao vivo...

Cometi o pecado de não ler o nome do autor do texto- que lhe louvo a coragem de se identificar, eu se fosse tão incompetente no meu trabalho... oh catano...

Acabo a "crónica" e dou por mim a comentar- mas que merda de texto, o gajo não diz uma única coisa sobre a música do concerto, se foi bom, se foi mau... só fala das cruzes nas mamas da gaja, que fez isto, fez aquilo, eram só gajas no concerto... mas o que era suposto ele falar... nada...

Faço uma pausa e leio o nome do autor...

- Eu conheço este nome de algum lado... queres ver que foi o caramelo do Super Bock do ano passado?

Dito e feito.

Ele não acertou no Cohen, não acertou pelo tamanho que a discografia completa do Bob Dylan ocupa numa prateleira no Super Bock de 2009, e conseguiu agora escrever sobre um concerto sem uma palavra sobre a música.

(vai na volta era uma tentativa sublime de mostrar a artificialidade da artista, a ausência de conteúdo coberta pela encenação plástica e flamejante e...


... o Bonifácio não era capaz tal, é um tipo de escrita tão pertinente como o Mexia estragar a sua boa imagem a vir defender o homem- o que lhe perdoo e compreendo, eu continuo a defender o Mariano González... todos temos assim um carinho sem explicação.

A pergunta que eu faço é - mas como é que este patego me escreve no Público e tanto fogareiro com mais jeitinho para a coisa a andar por ai perdido pelas praças de táxi deste pais...

Nota - Não sou fã da Lady gaga, não me interessou nunca o concerto mas irrita-me pseudo- intelectualismos na soberba de que eu é que percebo da poda da coisa que depois de espremidos são palha, ar e revolta-me perder o meu tempo...

(a não ser que tenha um rabo fixe...)

Este blog pagava para ver o Gajo do bloco de esquerda no programa eixo do mal - não vou escrever aqui o nome da criatura porra! - e o Bonifácio num deatmatch argumentativo onde o primeiro a dar uma ideia com pés e cabeça ...

... ganhava um fizz de limão.

(o outro seria desterrado para as Galés)

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Top 5 Músicas - 2010 - Porque eu pseudo tenho sentimentos




nº2 -
John Legend - PDA ( We Just don't Care )






Costumo dizer que ( gosto dos meus cães feios e espertos e as mulheres o oposto...) quando se descobre um blog, principalmente no caso de um ser feminino, esse blog é lido às bicadas.

Como se escolhe uma fruta boa na árvore? a que tiver mais bicadas, no caso dos blogs é uma questão de capacidade de concentração (não vou dizer feminina, era algo que eu seria incapaz de dizer...)*, de concentração e hábito, ler um blog rápido, textos curtos e seguir para outro, há 300 blogs para ler e perder mais do que 1 minuto...

*(acabei de o dizer...)

O que quero com isto dizer, é que uma leitura aprofundada do mesmo blog onde se encontram, era fácil encontrar uma história ou personagens recorrentes e iriam encontrar um texto de seu nome We Just don't care ( eh lá, eu começo a chegar à música!!!) que escrevi em Maio deste ano.

Uma das personagens recorrentes é uma moça muí fermosa e velida - até choravas... - que durante uns 3,4 segundos - também escrevi sobre isso, estejam atentos!!- me sodomizou a vista com o seu jeito para a filigrana e sensibilidade sobre a extinção do mosquito equatorial...

Já escrevi sobre o assunto não me vou repetir, não sou uma donzela reincidente - este é que é o tal... - e quinze gajos depois...
O que quero dizer é...

Esta música marcou-me enquanto auxiliar de escrita, e...

Numa de não me sentir um Stalker - por falar nisso, o meu stalker aqui do blog... nunca mais me disse nada... fez-me sentir especial, disse que eu era o único e...

e eu tenho um dom para levar a conversa para becos escuros - lembrem-se, a melhor maneira de abordar uma mulher é por detrás num beco escuro sem testemunhas!- e depois obrigo-me a arrepanhar a história toda e nunca mais saio daqui...

Tive o cuidado de evitar uma certa zona pois sempre que por lá passava questionava-me se era saudável, se era inocente, ou se eu precisava de uma ordem de restrição para me por na linha.

É estúpido eu sei, ainda por cima eu nasci nessa freguesia, eu estudei nessa freguesia, eu tenho projectos numa perpendicular à rua em questão!!! e no entanto...

senti-me meio sem jeito...

Aconteceu que, por força de um acto de cavalheirismo - que nunca morreu, é apenas temporário até um gajo finalmente atingir a meta que pretendia atingir e...

(adiante André... adiante)

Por força de um cavalheirismo, ela trouxe o decote e a sugestão de almoço, riu-se de todas as piadas - foram todas fantásticas como sempre - e ofereci-lhe boleia.

Eu sabia que ela morava ali uns 200 metros do meu cavalheiresco destino mas pensei que já estava vacinado e nem me iria lembrar do assunto... tirando que estava a pensar nele antes a pensar que não ia pensar nele, logo estava a pensar no assunto...

Deixo-a em casa, aguardo que entre. Conversamos durante a viagem e sinto agora no silêncio da minha solidão a necessidade de ligar o rádio, arranco e estou exactamente no sítio onde tudo começou- uns 4 metros ao lado, estava dentro do carro e quando começou estava a pé no passeio - e assim que ligo o rádio, aumento o volume entra o piano, com uma probabilidade de 1 para um gazilião, ali, naquele sítio, na primeira vez que me atrevo a passar por lá...

Como diria o Mestre Calvin- a ironia do destino dá-me vómitos.

Nota - Não sei o que aconteceu neste texto, era suposto ser algo... mais curto e objectivo mas olhem...

I just don't care.





quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Iris

Ajoelho-me e deslizo a mão direita sobre os pulmões que não se mexem.

Viro-lhe o corpo, com cuidado.

Deixo-a de lado, como se estivesse somente a dormir.

Sinto-lhe as patas a ficarem frias.

Deslizo pelas orelhas e... fecho-lhe os olhos.

Levanto-me e respiro pesado, fito o meu irmão.

Digo-lhe que fique ali, eu vou partilhar a notícia.

-

O sol já nasceu, tenho os braços cansados de um peso inerte que carreguei no custo do que tem que ser feito e não do esforço que é pedido ao corpo fazer.


Faço-lhe uma última festa e sei que tenho que ir.

e pronto.

Acabou.



Nota - "a gente vai continuar..."

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Top 5 Músicas - 2010 - O momento de embaraço




nº3 -
Shy'm - Je Sais





Foi um ano estranhamente francófono.

Mas começando pelo principio, apreciava a Shy'm já há algum tempo até que me decidi a por som e ver se a Madame cantava alguma coisa de jeito...
Foi ai que ouvi a Si tu savais e pensei - ok, tá bom, tá fofo...

(Depois óbvio que perdi uns minutos a "ver" a Shy'm no Fort Boyard...)

Recapitulando, estava referenciado em relação à moça.

Acho que por volta de Abril deste ano, a Amélie - não a do filme - diz-me que está viciada numa música daquela gaja que eu disse que era a melhor cantora francesa - não sendo o critério músical ( confesso que estou dividido entre a Shy'm e a Lorie nesta distinção, mas como diria o Rui Reininho - depende da tua fantasia...)

Eu digo - ok, manda lá o link e eu "oiço" a moça toda com atenção.
Dois dias depois mando a Amélie à merda que a música não me sai da cabeça.

Em Agosto dizem-me - vi um gajo num videoclip que eras tipo tu mas não deves gostar da música... apesar da porca da gaja ser como tu gostas...

Eu digo- Ok, manda lá o link que eu "oiço" a moça... ah... vejo se o gajo é parecido comigo.

Spoiler alert!!!... era a Je Sais...

Em Novembro passei uma semana com a Bela da Habiba (como eu não falo Árabe na sua variante marroquina, comunicávamos pelo francês 50% do tempo. 40% em inglês e 70% com a frase - és muita estúpido! ), voltávamos de Sintra e ela diz-me que quer partilhar as músicas que ouve avec moi...

Confesso que pela primeira vez em anos "aquele*" tipo de música me soou bem, até achei "agradável uma ou outra para minha surpresa, mas de todas as que ouvimos houve duas se destacaram, uma do Enrique Iglésias pela minha versão alternativa prisão de ventre que lhe encenei da Hero do Enrique nos dias que se seguiram, e ... Shy'm...

(tou a falar da Je Sais)

*(refiro-me a música árabe/oriental - tenho por motivos históricos um trauma sobejamente conhecido...

O horror...

Ter com surpresa gostado do que ouvia não era motivo para por aqui uma Música do Amr Diad...)

Voltando ao assunto, é uma música "Guilty Pleasure", e quanto às semelhanças com o caramelo do vídeo... nada a ver...

os óculos não são minimamente parecidos com os meus Aviator pretos...



Nota - Enquanto escrevia este texto, e não estou a dar tanga, a Amélie - não a do filme - enviou-me uma mensagem e ouvi nas notícias que um tornado fez feridos na cidade onde está a moçoila que me achou semelhante com o patego do vídeo, isto no espaço de 15 minutos que demorei a escrever isto.

Coincidência brutal, a dar para o creepy...

Como eu...

Eu sei.






quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Top 5 Músicas - 2010

nº4 - Mando Diao - The Shining






Nota - Titã musical em 2009, definitivamente a musica desse ano, The Shining (ou Mando Diao como um todo) manteve-se pujante e em grande forma em 2010.

You Can't Steal my love, Toni Zoulias Lustful Life, Chi, Chi ga, Gloria, Dance with Somebody foram também em 2010 uma espécie de Falcao no ar de costas diante da baliza do Benfica, tinha que lhes fazer uma menção honrosa.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Top 5 Músicas - 2010


nº5 -
The Baseballs - Love in this Club






Nota- não vim cá javardar como prometido porque sou um gajo ocupado! mas prometo que mais dia menos dia espeto aqui com todas as piadas misógenas, de mau gosto e extremamente inconvenientes como quando o pai dela me diz que gosta imenso de filmes do Tarantino e eu digo- ah eu tava a comer uma gaja de gatas e paro a meio, ela vira-se para mim e pergunta o que foi e eu respondo - wait for the cream!!! e depois acabamos a noite na esquadra (e mais tarde o pai dela acabou como minha testemunha abonatória...)

Onde é que eu ia?

Bem, seja como for, vou publicar, partilhar convosco as 5 músicas que mais ouvi ou que se cravaram avec moi neste ano.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

nº62, r/c

Com um marcador de cor diferente gatafunho numa asa um símbolo qualquer que inventei do meu esquadrão de aviões de papel.

Levanto-me e contemplo o poderio bélico que dobrei em 35 aviões de papel espalhados pelo chão do meu quarto.

Sinceramente não me recordo de ter sido chato brincar sozinho quando não havia-companhia.
Cresci com a minha irmã, estar só num mundo grande são fragmentos que tenho pelo silencio da noite,quando eu no meu quarto em casa velha de tecto alto adiava o meu adormecer, lia livro atrás de livro até ela desligar na cozinha a luz branca que cúmplice me acompanhava.

Enquanto a minha Avó não ia dormir... eu fazia-lhe companhia.

E naquela noite que desenhei as paredes do quarto a carvão...

Proeza que repeti uns dez anos depois, devidamente não autorizado, aproveitei a dica de uma racha no estuque da parede e sublinhei o que via ser um cabelo, desenhei-lhe depois o rosto, desenhei-lhe o meu instante.

Mas agora, tempo já distante.
Agora durmo eu no teu quarto, onde noite após noite de deitei, puxando-te pelas pernas quando estas já não queriam para a cama subir, te tapei e aguardei...

aguardei que estivesse a dormir.

Como antes, vinte anos estive quieto no meu quarto e escutava o que respiravas com atenção, atento e no sobressalto de quem dorme com um pé no chão e outro entre os lençóis durante noites e noites até o cinza azulado de um novo dia preencher o espaço do meu quarto e eu poder finalmente adormecer.

Mas agora, hoje no tempo real do presente, sou eu que durmo onde era o teu quarto, ao centro de paredes nuas dos meus desenhos mas cheias do silêncio em que continuo a te escutar, um pé no chão e outro na cama...
Vício meu como quem dorme sempre do lado esquerdo de um enorme vazio sobre os lençóis.



Nota - Hoje ou amanhã sem falta venho aqui javardar o nível.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

A ficar velho

Eu gostava de gostar de ti mas estou a ficar velho.

Já não tenho a mesma paciência.

Tu podes-me puxar pelo Brell e dizer-me que sou velho sem ser adulto, mas eu sinto-me tão gasto... não digo impaciente, apenas... parado.

Qualquer coisa, muita coisa, a vida passou em parte por mim... não... não é um momento de desilusão.

Não foi totalmente como queria, eu aceite e fiquei tranquilo, bem disposto mas cansado.
Não atraquei onde queria, fiquei a solo sem rumo.

Sinceramente por mim tudo bem, aceito meio resignado, meio sabendo que nada mais há a fazer...

a não ser...

Ligar-te quando é inconveniente com o meu sotaque chulo/pintas espanhol e atirar-te três ou quatro frases à António Banderas.

Apaixonar-me pela tua música favorita e cantar-la a noite toda...

(...I'm gonna dance with somebody!!!)

Vou-te ver avançar para mim fodida com a vida, comigo, com o tempo e o refogado que te caiu mal ao almoço...
Mal disposta e com ressentimentos.

Vou ficar quieto quando me espetas um carinho de mão aberta com força da bochecha por me andar a armar em menina, me abraças carinhosa porque gostas de mim e eu sou patife e não sabes como resistir ao meu arroz de cabidela...

Dizes-me para te fazer rir como se eu fosse o teu palhacinho particular, eu que quero apenas ficar quieto e calado a analisar o degradê das folhas caídas sobre a relva.

Apertar-me dentro do casaco, ficar retido num pensamento...

Não falar para ti, entranhar para mim o instante num daqueles momentos que ficam épicos a preto e branco.
Golas do casaco preto para cima, barba por fazer que tu chamas sexy e eu chamo preguiça, atiro um olhar vago e ponho um granulado na película para puxar ao vintage, à distância de um cigarro, dois filmes e um acidente de automóvel de me tornar um Ícone do cinema...

Logo eu que sou mais Steve ( The king of cool ) Mcqueen...

Não preciso de ver o sol à frente, orientando o nosso caminho, digo-te que no hemisfério sul à noite o céu me pareceu maior...

Mas não tão interessante...

Diria que era mais estrelado... mais brilhante mas talvez fosse sugestão pela voltagem ser diferente.

Tu paras-me e esbugalhas os olhos - mas de que merda é que tu estás a falar?
Eu respondo-te que no Brasil a electricidade são 127v ou agora 220v... mas na rua a luz é tão fraquinha...
Na Argentina dão-lhe sempre forte nos 220v, mas em Buenos Aires na zona densamente urbana onde estive era complicado ver o céu, fui a Porto Madero apenas de dia com a Florência beber Mate a olhar para o Rio de La plata...
Foi um acaso ter-mos escolhido aquele banco. Sentamos-nos e reparamos numa mala de senhora esquecida, aguardamos e como ninguém a reclamou abrimos para procurar algum contacto...
Quis o destino que a dona da mala era de Montevideu...

... e não tinha um único numero de telefone.

Coisa de vinte minutos depois, a cerca de 50 metros entre a multidão, sem saber o porquê de ter olhado para aquela direcção em particular, reconheço de uma foto gasta e apagada que encontrei na carteira extraviada os traços Uruguaios da dona da mala, salto, corro e pergunto-lhe no meu castelhano chulo/pin... no meu castelhano normal se está à procura de alguma coisa...

Ela limpa as lágrimas do rosto e devolve-me um sorriso, a "flor" entrega-lhe a mala...
Ela pergunta-me de onde sou, eu respondo PORTUCALE!!
Ela diz-me que vê-se que não sou dali para ter um gesto tão honesto...

O metro e meio de Flor deixa cair o queixo numa indignação que lhe come as palavras até à estarmos de novo sós os dois...

Será que é desta que me arrancas a minha história num bordel em Buenos Aires?

(volto a repetir que fui lá parar dentro por engano...)


É pelo passar do tempo assim que me sinto cansado.
Ando pela rua acorrentado numa pausa temporal que nunca mais vem.

"estou velho e acabado... estou prestes a morrer..."

É de uma peça em que actuei uns 12 anos atrás, penso que era o Tejo que dizia esta fala, eu era o vendedor de escravos... e que negra lindíssima eu vendia, hoje em dia era coisa para 15 euros...
Se era como mulher um 8, aquilo no porto era um 10 de caras!...

Já não me lembro se foi antes ou depois da peça, é indiferente de certo modo, mas um gajo que entrava na peça também, eu nem gostava muito dele, mas "acidentalmente" deu um encontrão no Gil, a mascote da Expo, quer dizer, não era o Gil, era um caramelo não muito inteligente dentro de um fato insuflável...

Não muito inteligente porque reagiu mal ao encontrão acidental e deu um banano nesse meu colega nas artes dramáticas...

Eu numa de espírito de equipa atiro-me ao Gil numa placagem épica e mando o gajo abaixo...
Começamos a encher no Gil mais pela piada da cena em si que para aleijar...
Isto foi na antiga FIL, ali ao pé da Rua da Junqueira, num evento que envolvia ziliões de escolas e digamos que estava à nossa volta coisa de 2000 pessoas...

O Gil no chão, a enfardar na boca.
Subo para uma mesa, contemplo o mundo ao meu redor... glorioso...

Salto...

... de cotovelo e agora que revejo a cena gostava de ter gritado qualquer coisa épica como:

- Parque Expo a freguesia Já!!
-Hoje há Pipis!
- A equação diferencial parcial de Laplace Rula!!!

mas fiquei-me por um mais práctico - Agarra o gajo!!!!

Nos intervalos da chuva... estranho-me assim melancólico.

Deve ser da música, ou de me apetecer deslizar contigo.

Até ter a certeza que tu te lembras... e eu não me vou esquecer.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Incondicional



Um homem deverá ser sempre incondicionalmente leal e fiel aos Filhos, ao Cão e ao Clube de Futebol.






Nota - Quando digo homem refiro-me ao ser masculino, mulher é todo um mundo complexo muito diferente em valores, princípios, noção de parqueamento automóvel ou apreciação cinematográfica.
Estou apenas a dizer que é diferente, nada mais.

(Não quer dizer que não pense algo mais sobre o assunto.. mas era fugir ao cerne da questão.)

sábado, 30 de outubro de 2010

Elena Dementieva



"After playing her final match at the WTA Championships in Doha, Elena announced her retirement from tennis" - in Elena-Dementieva.net

Eu "descobri" a Elena em 2000 numa noitada de Jogos Olímpicos - Sydney - e desde então multiplicaram-se as situações - Independentemente do Pais, Continente ou fuso horário onde me encontrasse - em que Eu ou alguém puxava a Elena à conversa, sendo ela citada na mesma como - a tua menina - ou - não te cures que não é preciso.

Foram 10 anos a dormir mal e porcamente para a ver jogar tarde e a más horas no Quatar ou no Japão...

A exasperar-me com o seu "fantástico" serviço...

Seja como for, acompanhei a carreira da Elena nesta década, e agora que ela se retirou e tem tempo livre...

Podemos ser felizes os dois...




(tipo... alma gémea... eu nasci a 10 do 10 de 1981 e ela a 15 do 10 de 1981...!!!)


Nota - a ultima foto é o fundo do meu ambiente de trabalho no atelier há coisa de...


...já perdi a conta dos anos.




sábado, 23 de outubro de 2010

Honestamente

Eu acredito, convicto e determinado.
Acredito que quando me permito pensar em ti como minha, quando me concedo um momento simpático e eloquente, quiçá pertinente, eu honestamente:

- Não há sítio onde pudesse estar, onde pudesse ser... sem ti.

E continuo a tentar...

Digo-te as frases perfeitas para te fazer rir...
Digo-te as ideias imperfeitas para te ouvir corrigir...

Coisas que iremos fazer os dois, faremos depois...

Não precisas de corar mulher! afinal as palavras são tuas... eu apenas as sublinhei.

Dizes-me que temos que ir.
Dizes-me que queres que te pertença até me cravares o desgosto de te imaginar longe um breve respirar.

E eu...
Honestamente...
Agasalho-me em ti dessa ideia, aconchego-me no teu momento de entrega...
Agora que sinto que me pertences... honestamente.

Tu tentas não sorrir... inconsequente tentativa.
Tu tentas ameaçar que irás fugir de mim ...

E recheias-me a minha mão com a tua.

Eu concedo-me o instante, tu concedes-me a tua boca, e eu já não tento, eu sinto-te sorrir.
E eu...
E eu acredito.
Honestamente, acredito.


" 'cause there's no place that I could be without you
It's too far to discard the life I once knew
honestly, all the weather storms are bringing
are just a picture of my dreams
'cause when I think of you as mine
and allow myself with time
to lead into the life we want "


Nota- Tive uma recaída. Como antes referi padeço de uma maldição que me atormenta.
Ela ninfa (musa ) Tétis, eu Monstrengo atormentado a escrever às 05h da manhã - mais uns trocos.
Honestamente... (em desaprovação)

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Estaremos Bem.

- Tens uma inquietude na voz... não te reconheço, estranho-te...

- É uma questão de banda sonora, hoje acordei com o nascer do dia. Fiquei surpreendido com o seu tom de vermelho, tinha um travo a ouro... que encontramos na areia... lembraste? na praia no dia em que choveu

- Na véspera da manhã em que acordei e já te tinhas ido embora?

- Sim, esse tom d'ouro.
Fiquei um continuo instante quieto, como se respirar não tivesse som.

- Mas isso é bom... no entanto... a tua voz vagueia, tu agora não estás aqui, estás n'outro qualquer lugar que eu não sei.

- Talvez, talvez um mergulho em que o corpo afunda e a mente se dilui, se perde no vazio, onde somos inteiros e sós. Somos nós somente e não nada do que nos rodeia.
Reencontramos-nos de certo modo.

- Isso em ti pode ser tão bom...
Encontro-te assim. Preocupo-me...

- Mas sabes que sou eu... Inteiro.

- Nada teu exageras ou excluís, mas falo de algo teu que não encontro...

- Perdeu-se ou está ausente?

- Diz-me tu...

- Não sei, não sei o que te responda... mas fica aqui comigo mais um pouco, fica e vencemos por um bocado a imensidão que nos envolve, abrigados em refúgio, um no outro... os dois.

- Está bem, fico contigo.

- Obrigado...

- Posso encostar-me no teu ombro?

- Sim, gosto de te sentir presente.

- Dizes-me mais uma coisa?

- A música?

- Não... já a decifrei...

- O que queres saber então?

- Vai correr tudo bem?

- Não, mas nós vamos estar bem.
É indiferente se tudo se desfaz em pó, nós estaremos bem.
Isso é o importante.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Curriculum Vitae

My car chase from Ben Pluimer on Vimeo.




"Last year I interviewed for a TV job, and they asked me if I had ever directed or shot car chases. I said yes, went home, shot this, and sent it back to them.
I didn't get the job. "


Se este caramelo me aparecesse a pedir emprego eu contratava de imediato o gajo.

(demonstra criatividade, engenho, capacidade de desemerdanço - o que é fundamental para mim, imaginação, sentido de humor...)

domingo, 10 de outubro de 2010

Samantha Fox


(Provavelmente não é a imagem mais icónica... mas é a mais decente que encontrei!)


Sentia-me o gajo mais esperto do mundo.

Anos e anos de má reputação que iriam ser destroçados pela genial ideia, o plano dos planos para ter o meu quarto arrumado de vez e para sempre.

Começara como a mais atenciosa prenda que um amigo poderia dar a outro num gesto de amizade e carinho, que mais tarde descobri ser a solução para os problemas organizativos do meu quarto.

Um poster da Samantha Fox!!

Sim, prendei inúmeras amizades com tal relíquia - era verem os olhinhos emocionados a desembrulharem a Samantha, homens feitos à beira de chorarem como umas madalenas de emoção...

A ideia (genial!!!) era ao entrarem no meu quarto e verem na parede a voluptuosa musa...

...ninguém ia reparar que o quarto estava desarrumado.

O que correu mal no plano??

Quer o poster grande quer o pequeno...

ESGOTADO!

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

C'est Fini!

Não mais...

...que aqui comigo já chega.

Se me elevaria eufórico com tudo o que antecedeu este instante, se eram dias para fechar os olhos e encher o peito do momento, com o melhor dos sorrisos no rosto...

Como quem sente forte e docemente.
Como quem sonha e tudo pode ambicionar.

Como quem não sou.

Tudo se consome em chamas, desfaz em cinzas negras... em pó.

E eu só.

No meio da poeira, braços tombados ao lado do corpo... e nada mais a perder.

Nada mais a querer.

Não volto a esta terra de ninguém, onde me desfaço e perco, em guerra constante...

Que não sei e nem quero mais vencer.


C'est fini pour moi.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Legendary #13




Sim eu sei, ando desaparecido...

Venho aqui de tempos a tempos prometendo que me separo e fugimos os dois e é complicado e os miúdos a família...

Fica o pensamento acima.

domingo, 19 de setembro de 2010

Fugimos os dois

Estou de volta à rua que conheço bem demais.

A cor... o cheiro, a luz e os prédios em seu redor envolvendo.

Sinto a urgência do tempo e começo a subir por entre uma multidão sem rosto, meros figurantes enquanto avanço, primeiro a passo acelerando até me sentir a correr.

Eu sei o que me espera, sei o que ai vem.

Um travo a familiar que me deixa em desconforto.

Por entre os vultos que me seguem...
Sinto um formigueiro a receio, não de medo que aqui tenho coragem e empenho, tenho receio de apenas eu - ou por ser eu - não bastar e ser o suficiente...

Rejo-me no reflexo de uma montra, paro mas a urgência do momento leva-me a recomeçar a correr.

A rua sobe na sua acentuada inclinação e as minhas pernas superam o esforço. Corro, desvio-me de uma, duas, três pessoas e sei que cheguei ao meu destino mas não cheguei ao fim.

Respiro forte e preparo-me para o que sei que vou encontrar.

Olho para a minha esquerda e vejo-a...

Reconheço-lhe o cabelo, o queixo e o pescoço.

Reconheço-lhe um olhar que ainda não me viu.

Ainda não lhe entrei em cena...

Vejo-lhe aquele cabelo negro e... para meu espanto...

Encontro-lhe um peso no rosto... o peso do passar de muitos anos que sei que ela ainda não os tem.

É o tempo, o momento de decidir e avançar...

E eu avanço.

Envolvo-lhe a cintura com o meu braço direito e puxo-a para mim.

- Temos que ir

Digo-lhe em alerta, tenso.

Ela sorri e aceita no nervoso do momento .

Sem hesitar partimos... alguém nos segue... alguém que não está só...

Eu fixo o olhar na sua mão vazia que me pede para a segurar para me seguir...

E fugirmos os dois...



Vejo o chão, vejo a rua, vejo os prédios que a envolvem na sua inclinação sempre tão cansativa a subir.

Revejo-me no meu reflexo e sinto que por entre a multidão alguém me segue...

Não hesito a passo e corro veloz...

Desvio-me de Um, dois, três figurantes e sinto que cheguei.

Olho e vejo-a...

Corro na sua direcção, sentada no banco do outro lado da rua, no outro passeio.

Levanto-lhe o rosto com a mão e ela sorri.

Não lhe encontro as rugas no rosto, não lhe encontro surpresa ou travo a hesitação.

Ela levanta-se e puxa-me para si pela mão.

Beija-me no rosto tranquila e a saber a amante sem tempo para desenvolver o momento.

Alguém nos segue entre a multidão e nós...

E nós fugimos os dois...



Acordo.
Sento-me na cama e suspiro pesado.
Não sei o que pensar deste sonho recorrente.

Nota- sei quem ela é, sei que rua subo a correr e sei que me irrita andar a sonhar a mesma coisa consecutivamente.
Não sei quem me segue nem o que concluir dos sonhos que escrevi.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Madalena - Pantalones Arriba!





Estava a perder a paciência.
Por mais delicioso que estivesse a fatia de bolo brigadeiro que lhe trouxera, a surpresa de lhe aparecer sem aviso no dia - segundo ele porque se lembrara, segundo ela porque se lembrara de por um alarme no telemóvel para o avisar...
Trouxe-a para perto do rio, sentou-se com ela num banco, deu-lhe um beijo e deixou o braço sobre os ombros dela enquanto se atirava de dentes e olhos esbugalhados ao manjar de chocolate.
Óbvio que não era capaz de ficar cinco minutos calado e quieto e aproveitar o momento sem dizer algo idiota...

- Vá lá! conta-me uma história... sem piadas sexuais ou nojentas, se não és capaz de tar calado sem me dizeres que viste um filme com o Rock ou "The Rock" a bater em pessoas com um pau, diz-me qualquer coisa interessante!

- Mas isto é assim? chegas aqui e dizes "entretém-me palhacinho"

- Tu achas que é só chegar tirar a roupa e estou pronta a saciar os teus devaneios sexuais...

- Aplacar a sede do tubarão!

- Isso nem faz sentido!!!! os tubarões estão dentro de água!! concentra-te, conta-me...

- Não! eu não sou um objecto que usas, tens que respeitar a minha indiv...

- Conta-me porquê que tu e os teus irmãos começam a perguntar se é seguro sempre que um de vocês vai comer uma Madalena e ficam a rir à parva e tão sempre a perguntar se o teu irmão tem as calças para cima.. em espanhol... e poem-se a dizer- mira te gusta! mira te gusta!

- Porque somos todos Retardados... partilhamos os mesmos genes

- O namorado da tua irmã também se ri e faz a piada!! ele não têm os mesmos genes...

- Mas esse não é genético, ele é retardado é da cabeça!

Parou de comer, apontou-lhe o garfo ao nariz

- Um dia vou estar sentada ao teu lado e vais conseguir estar cinco minutos ou calado ou sem dizeres algo que me irrite... e vai ser glorioso! CONTA-ME!!

Suspirou e revirou-lhe os olhos, bateu com os pés impaciente...

- Tens noção que isso é exactamente o que costumas fazer quando te digo que agora não dá para termos sexo?

- Queres? agora?

- Estamos ao pé de Belém sua besta... posso-te fazer uma pergunta?

- Podes, claro...

-vais-me responder?

-Sim!

Aguardou que desenvolve-se a resposta e lhe contasse qual era a piada quando alguém comia uma Madalena

-sim? Responde...

-Sim! acabei de de o fazer ao dizer-te sim!!

-Não! respondes-me à pergunta??

-Sim!

-Sim? ah foda-se, odeio quando fazes isto!

- Vínhamos pela zona de Biarritz no Sul de França, era eu que conduzia na direcção de San Sebastian... um Trânsito descomunal... isto foi há coisa de ano e meio atrás. Chegamos à fronteira e era o caos... tinhas uma área superior ao garrafão da ponte, sei lá... 15 faixas ou se calhar estou a exagerar... mas só passavam duas faixas de carros, eram 300 mil policias de shotguns e metralhadoras tipo o filme do Predator, Helicópteros, passamos por um jipe/tanque e tá um policia de mascara com uma correia de pregos escondido pronto para atirar aquilo para o chão para furar os pneus... eu viro-me para trás e digo- NINGUÉM ESPIRRA!!!
Mais tarde, quando cheguei a Portucale li que os terroristas bascos planeavam abater o Helicóptero do Juan" por que non te calas?" carlos com um rocket...

- Madalenas? era suposto contares... concentra-te!!

- Calma! estou a contextualizar as história! fizemos a viagem de seguida, a noite toda sem parar e quando chegamos à fronteira com Mãe Pátria eu vinha no banco de trás a comer uma Madalena, o meu irmão vinha a dormir ao meu lado, era o Namorado da minha irmã que vinha a conduzir... estamos a coisa de 5 km de Portugal e tens 5 viaturas da Guardia Civil, uns 30 caramelos no meio da estrada, armados com bazookas e matracas... hey! não me olhes assim, eu é que estou a contar a história, eu é que sei como estavam armados!!! e não te ponhas a suspirar... adiante, eles mandam-nos encostar, o Namorado da minha irmã a olhar po gajo que tava ao lado ia atropelando um que estava à frente, vira-se o Guardia Cívil- Não me atropeles o chefe!!! - em espanhuel óbvio, mandam-nos parar e sair do carro, eu saio, o meu irmão acorda à deriva com o que estava a acontecer... saí do carro com as calças abaixo do cu e vira-se o mesmo Guardia Civil- Pantalones Arriba!!!!

- E as Madalenas?

- Eu estou-me a rir a gozar com o meu irmão e esqueço-me que tenho uma Madalena na mão, oiço o Guardia a dizer- mira mira, no no no - olho para o lado e tá um Pastor Alemão king size de olhos esbugalhados com um fio de baba a olhar pa Madalena, começa o cão a andar na minha direcção- o monstro estava a coisa de 3 metros - e começa o Guardia que o segurava a rir-se em vez de parar o cão, a minhã irmã grita-me - A MADALENA! ATIRA A MADALENA PÓ CHÃO!- eu atiro a Madalena pó lado e ela cai dentro do porta bagagens do carro 2 segundos antes do monstrengo me deixar maneta...
Os gajos pedem os documentos, e enquanto verificavam que era-mos os mesmos da foto, começa o pukanino a lamber-me a mão com cara de quem tá com fome e diz-me o Guardia- Mira.. te gusta!


O Monstrengo

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Conversas com o meu Pai #5

Eu - Tu hoje devias tar pelo Hapoel...

Pai- porquê que devia tar pelo Hapoel?

Eu- simples, és circuncidado e inteligente, tens mais de Judeu que de benfiquista!!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Legendary #12



"se quando me masturbo estou a tocar nos genitais de um homem... estou a ter sexo com um homem, se estou a ter sexo com um homem... sou gay!!"

- Craig Ferguson -



Nota- Craig Ferguson é uma das grandes influências na escrita e humor de A Um Porto Azul, fica a minha sentida homenagem.

Lamechas...

Uma individua disse - o teu blog é lamechas para gajo - referindo-se ao mui nobre e velido, 100% macho (tirando quando estou a falar do Lisandro que aí solto a franga e...)

adiante.

Neste momento qualquer pessoa com um mínimo de experiência de André - não digo isto de um modo sexual...mas se quiserem...

Adiante porra!

Neste momento qualquer pessoa com um mínimo de experiência avec moi pensa- mas tás parva porra???? se este gajo agora se lembra de compensar pelo exagero...

Quantos mais vão ter que se magoar e sofrer?

Quantas festas de aniversário mais terão o dialogo:

Anónimo - ... no álbum da Joss Stone

André - Joss Stone? ela é que se podia sentar sem cuecas na minha cara a rodar as ancas enquanto cantava Don't Cha wanna ride baby Don't Cha wanna Ride..

Agora perguntam- mas o quê que isso tem a ver? era suposto envergonhares-te do que fizeste no jantar de aniversário da tua mãe, o quê que isso tem a ver com o que estavas a escrever?

e eu respondo- nada, apeteceu partilhar.

Eu pergunto, tenho o cuidado para compreender o porquê da afirmação e a individua responde-me que é pelos recentes comentários que deixei sobre a minha Avó...

Se no começo pensei- se for lamechas... que se foda!
se preferirem linguagem menos a armar em macho- a compensar por exagero...

Como diria Fernando Pessoa- cantado pela voz da (Deusa) Bethânia:

"Só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor... é que são ridículas"

E afinal a Individua criatura diz-me que se refere aos últimos textos sobre a Morte de minha Avó - depois disse que não, confusa e sem a verticalidade de assumir a posição, eu lamechas assumo que canto Celine Dion no banho...

Pera...

Não era suposto partilhar...

E foram 3 segundos que demorei a dizer- tu põe-te a mexer da minha vida, vai comer um bolo de arroz pelo cú sem fazeres migalhas e se me voltas a dirigir palavra afocinho-te no jornal para aprenderes onde é.

Haja paciência.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Crash... Into me...

Abro-lhe a porta do meu quarto e ela sustém-se quieta.

- Podes entrar... - digo-lhe mas ela hesita, sorri e desliza a vista pelas paredes, pela cama, pela luz que desenha o cavalete a sombra sobre os lençóis e o chão.
Um pequeno passo e outro depois e vejo-a virar-se para mim - oh meu deus...

- Eu ainda não te toquei!!!

- Não sejas parvo- diz-me rodando o cabelo para trás da orelha - gosto daquele... oh... adoro este! - apontando para os quadros que tenho expostos. Ela corre e salta-me para cima da cama, abre os braços e deixa-se aterrar sobre as almofadas.

- Podes-te ir embora... eu já tou arrumada...

- Queres que te avise quando for para jantar??

- Não... quero que me tragas o jantar à cama!

- E uma massagem nos pés já agora?

Vejo-a com um pé empurrar o outro descalçando-se - Capricha no direito que me doí mais...

- O plano era veres o quarto novo.. a mobília nova... não era para te esponjares na minha cama...

- Gravidade... forte demais... não consigo... mexer-me... heeeeeeeeeeeey!!! não te vás embora! a minha massagem nos pés????

- Pede à cadela... eu vou-te fazer o jantar...

- ESPERA!!! antes de ires...

- Queres um beijo?

- Não... quer dizer, também quero... mas queria era que me encontrasses o comando e o metesses na minha mão...não!! não te vás embora!! ah porra... odeio-te!!!! isso... volta... tu queres... isso... comando... não atires!!! AAAAAUUUUUU!!!!

- Eu atirei o comando por baixo e devagar...

- E ter que levantar os braços para o apanhar??? tás parvo?? não sabes o trabalho que isso dá?

- Agora a culpa é minha de tu seres preguiçosa...

- É!! pões-me uma cama enoooorme por estrear, pões-me estes almofadões aqui assim nesta cama mágica... olha... vai à minha mala e tira as minhas chaves... podes ir dormir a minha casa...

- Cama enorme... cabemos ai os dois

- NÃO! quero dormir de braços abertos como estou, pernas abertas de barriga po ar... e não, não vais dizer que tou perfeita para funkytime... nem preciso de me mexer, é para desmaiar e adormecer assim como estou...

- Ca granda lata, fornicavas-me o juizo para dormires comigo na cama que tinha que era mínima, que era bom estarmos ali os dois apertados e adormeceres ao pé de mim e...

- E eu tou toda esticada e não chego ao fim da cama!!!! THIS IS AWESOME!!!

Suspiro e levo as mãos ao ar, deixo-a no quarto.
Era suposto dizer-me o que achou da mudança, da decoração e se tinha acertado bem com os móveis, se faltava qualquer coisa que me tivesse esquecido que pudesse ser útil, se gostava das telas na parede- que eram as mesmas que durante anos tive no outro quarto, mas agora numa parede totalmente diferente!!
Era suposto ela embirrar com o dragão que a predecessora no cargo me oferecera que coloquei ao lado do pack de DVD's do Chuck Norris - Action packed extravaganza! - e perdoar-me com as duas fotos dela na prateleira principal, absolver-me com a rosa de papel que me fizera no café no primeiro encontro que repousava diante de uma das molduras e no fim... perante o quadro dela que lhe iria mostrar recém pintado, surpresa especial para ela...
Como recompensa...

"estrear-mos" a cama nova...

Com espaço para manobrar...

Estragou-me o plano e eu aqui na cozinha de avental a fazer-lhe o jantar.

Sinto vibrar o telemóvel, lavo as mãos e ...

E ela tem o desplante de me enviar uma mensagem a dizer - Vou alterar o meu profile no facebook para - numa relação com a cama do André!!!

e adicionou fotos ...

Esparramada para cima...

Esparramada para baixo...

A abraçar uma almofada...

A abraçar duas almofadas...

Apoiada nas mãos a abanar o pézinho...

E o telemóvel vibra outra vez - Tou é a ficar com fome... demoras muito?

É DEMAIS!!! tiro o avental fervilhando de revolta e indignação - baixo o lume para não estragar o tempero apurado, provo e hum... delicioso!! mais 10 minutos e ...

e isto foi muito "fada do lar"...

(adiante André)

Avanço pelo corredor como uma multidão de um em fúria, todo homem tem o seu limite, Nelson Mandela esteve preso durante 27!!! anos, saiu em liberdade e passados 6 meses a aturar a mulher... pediu o divórcio!!! eu tenho o meu limite, eu não a vou deixar tratar-me como um objecto que ela usa para os seus caprichos quando tem apetites para aplacar, eu vou mostrar-lhe que...

- O QUÊ QUE TU TÁS A FAZER À MINHA CADELA?????

- Eu????? eu tou a massajar a sola dos pés na barriga dela...tu não me quiseste fazer uma massagem... ela quis subir para cima da cama e... uma coisa leva a outra... ela não se está a queixar queres ver eu a parar e ela a pedir... pera... vês!!!! ahahah ela gosta!!! não... espera, não tires a cadela da cama... tás a fazer.??? larga-me o pé não puxes ... NÃO...não... não NOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooo... tás a desmanchar os lençóis todos!!!

- Então larga-me os lençóis!!!

- Mas eu amo-os!!! eu quero fazer amor com eles e termos muitas colchas bebés e... pera... não te mexas... a sério... não me puxes... NÃO!! ANDRÉ EU TOU-TE A AVISAR!!!!

Puxo-a até a deslizar da cama para o chão, ajoelho-me e sento-me sobre as suas pernas, uma perna para cada lado.
Sinto-lhe ódio fluir pelo ar quando me fita intensa

- Eu avisei-te ... - diz-me entre um sorriso vitorioso que me intriga... - eu disse-te para não me tirares da cama e olha... agora...

- Agora o quê? vais-me bater???

- Não André - sinto-lhe as mãos no meu peito, uma delas sobe do peito para o pescoço, lenta no gesto... deslizando sobre a pele, subindo pelos lábios para o rosto... envolvendo-me carinhosamente - agora meu amor...

...agora não faço a menor ideia onde está a catota que tinha enrolada no dedo...

domingo, 5 de setembro de 2010

Baby I love your way...




Quando menos espero, onde era improvável encontrar, descubro-me com aquele sorriso de quem lembra algo tão bom, que mesmo enquanto choro... Respiro fundo e sinto-te bem.

Não era a tua música, eras mais Bublé (sim, a minha avó tinha uma panca pelo Bublas), mas foi com esta que me recordei das tardes soalheiras ao teu lado a vermos comédias de fim de semana, a bebermos Mazagran fresca ou a comer caixas cheias de bolos miniaturas que te trazia como desculpa para me sentar um pouco ao teu lado...

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

2 de Setembro


Dou-lhe um beijo suave no rosto, deslizo a mão pelo seu fino e frágil cabelo.
Tapo-lhe o rosto.

Minha Avó casou-se a 2 de Setembro,

Minha Avó morreu a 2 de Setembro.

E falta tão pouco para eu fazer anos...

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Mega Awesome



Qualquer leitor assíduo deste blog sabe que Mega Shark Vs. Giant Octopus é um dos filmes Fetiche de A UM PORTO AZUL - e do autor do mesmo.

A todos que não tiveram a oportunidade (e o privilégio!) de me ver encenar, justificar, teorizar, argumentar que é plausível e credível certas partes do Épico e lendário filme ao vivo, a cores e com som, fica o desenho gráfico do calculo geométrico e matemático do Mega Shark aquando da cena em que este apanha o avião a 10km de altitude...

Como podem ver... é possível!!!

Nota- Mega Shark Vs Giant Octopus está em terceiro dos mais requisitados sempre que me apanham em carne e osso num momento de convívio, atrás do filme Força Delta ( Chuck Norris!!!) e da Piada do Batman...

... quando não pedem para contar / encenar eu faço questão de partilhar a magia...

(partilhar a magia... ahahaha topam? eu sei que sim, não sou o único com uma mente porca!)

( ... espero que estejam a usar preservativo que a minha mente é muito porca mesmo...)



(era dispensável esta última parte)

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Três filhos



Ela sorri apresentando-me o seu novo corte de cabelo

- Então? o que achas?? ficou bem?

- Mulher... quero ter três filhos contigo...

- Isso quer dizer que gostas???? mas espera... três filhos?

- Sim, um rapaz mais velho, o herdeiro varão, quero ter uma menina e um terceiro filho meio para o retardado mas do qual gostamos tanto como dos outros dois...


Solteiro


A minha Ex ex disse- nunca vais encontrar ninguém que te dê cabo da cabeça como eu...

Pensei que ela estava certa até encontrar a Ex que epicamente a superou e que me disse- nunca vais encontrar ninguém que te dê cabo da cabeça como eu...

agora estou solteiro...

e com medo...

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A Sós com a Marta... - Oh shake that body...


Destapou-lhe o corpo nu e puxou-a pelo pé sobre os lençóis.
Beijou-a enquanto ela se espreguiçava e sorria debaixo de si...

- Vais chegar atrasada... tens que sair da cama e vestir-te e...

- E nada, quero ficar aqui contigo o dia todo... já não fazemos isso há décadas... eu... tu, a minha cama... todo o dia sem sair daqui... o que dizes... parece-me um excelente plano! começas por me fazeres uma massagem nas costas...

Virou-se e fitou-o para trás sobre o ombro

- Começas por aqui pelos ombros e vais descendo e ... improvisas...

Suspirou, rodou-a e prendeu-lhe os braços pelos pulso com uma mão acima da cabeça.

Encaixou-o com as pernas e atirou-se de dentes tentando morder-lhe o lábio

- Estás sobre o meu poder... não ofereças resistência!!!

- Mulher... eu é que estou por cima, eu é que te estou a segurar os braços... quem é que... pera, não não isso não vale, as ancas não valem!!! isso não ah... és horrível!!! para! não temos tempo e...

Era tarde demais.
Beijou-a, saboreou-a, e gradualmente, primeiro devagar depois rápido a dar para o intenso...

Atrasaram-se com gosto um pouco mais.

- Pera... espera... pára! está a tocar o telemóvel!!!

- NÂO! não vais fazer-me parar agora...

- É o teu telemóvel! eu tenho o meu desligado...

- Tu nunca desligas o teu...

- Queres mesmo saber porque que desliguei o telemóvel ou queres acabar o que estavas a fazer????

- TU É QUE ME PEDISTE PARA PARAR!!!

Rodou-o para baixo do seu corpo, sentou-se e pressionou sobre ele o corpo

- Tenho que fazer tudo sozinha...


Sentia-se leve...
Como se estivesse a flutuar...
Apetecia-lhe rir e rir-se com todos que passavam por si. Apetecia-lhe não ter tanta coisa para fazer até à hora do almoço e passar a tarde toda a trabalhar... tinha sido tão bom ficar naquela cama...

Sentou-se no carro e suspirou, estava feliz, estava tudo perfeito e lá pelas 19h ia raptar a Miss do trabalho e empanturra-la com um mega gelado ao pé do mar antes de entrarem no quarto para a "segunda mão" da eliminatória e...

Tocou-lhe o telemóvel.

- Tão panilas, tá-se ninja? vou conduzir agora já te ligo... pera... tá tudo bem? tás com uma voz... tás onde? à porta da minha casa? tou a ir para casa já falamos... olha, vou mazé ter ao café pode ser? tou esfomeado.

Estranhou-lhe a posição do corpo.
Era imagem de marca o look esponjado na cadeira com que o encontrava sentado na esplanada e não o curvado, encolhido a dar para uma posição fetal com que o via à sua espera.

- Tão, tá tudo bem? o que se passa... aaaaaaaaaAAAAHAAHAHAHAH!

- Eu ainda não disse nada...

- AHAHAHAHAHAHAHAHAHA

- Gay... senta-te... temos que falar...

- AHAHAHAHAHAHAHA

- ao menos cumprimenta-me... não me deixes de mão estendida... e pára de rir... não tem graça... e...

- Tu a falares pareces ... ia dizer o Tom Waits... não... demasiado másculo... pera.... BONNIE TYLER!!

- Meu... eu alguma vez gozei contigo num momento difícil como este??? quer dizer... gozei mas é diferente porque no teu caso é com a tua gaja e esta situação é...

- É tão bonita... sniff, sniff eu tou bem emocionei-me um pouco com a beleza do momento... mas é tão bonito ver-te assim que fico emocionado...

- Queres que te conte o que me aconteceu ontem com a Marta ou não??

- Acho que vai ser a primeira vez que digo isto sobre a tua vida sexual... QUERO... COM DETALHES AHAHAHAH

- Não percebo do que te ris se ainda não contei nada...

- Não percebes? eu explico-te... começa no teu pescoço, nas marcas no teu pescoço que não percebo se foram chupões ou se te andou a bater com uma barra de ferro, depois do pescoço tens a marca das unhas que... foda-se, ela arranhou-te até onde??? abre a camisa... oh meu deus, isso tá horrível! tá quase em carne viva!

- E tu ainda não viste as costas...

- Não quero, deixa estar... o lábio... tu estás com o lábio todo rasgado!!

- E não consigo ouvir do lado esquerdo tens que falar para o outro lado... eh pá, já chega de rir... a sério... isto é grave e importante preciso de... falar disto.

- Tu precisas do quê? tu tens noção que eu estou a saborear cada instante, cada momento desta conversa... mas vamos portanto para começar concluir que facturaste com a Marta...

- Óbvio que tive sexo com a Marta, estava em casa dela e ela queria e eu não ia ser mal educado...

- Sim, tu sempre foste um convidado deveras educado... mas continua...

- Continua ou começo? eu nem te contei como fui lá parar... mas eu conto-te o que tenho... eu digo-te o que me dói.

- Oh.. do tell... faxavor de contar

- Saímos do café e ela deu-me o numero para lhe dizer qualquer coisa quando soubesse do gato...

- Olha, por falar no café, queres ler a mensagem que me enviaste a dizer- "vou-lhe engatar a Marta"?? tenho aqui se quiseres....

- Eu só fiz o que um Deus Homem como eu é suposto fazer, ela tava ali a fazer-me aqueles olhinhos de pega sensível que diz que é uma gaja séria e toda respeitável mas no fundo quer é que lhe dê umas palmadas e chame de porca na cama... tu sabes que eu não resisto a isso...

- ahahahahah eu sei!! eu tá-me a dar um gozo... continua!

- Eu chego a casa e mando-lhe uma mensagem com uma foto do gato, tu viste-me a actuar com ela no café, tu viste o mestre ao vivo a trabalhar e...

- Eu já te vi sacar muita gaja nos últimos 15 anos, metade devia estar alcoolizada ou tinha problemas com o paizinho... costuma ser a tua especialidade

- E tu quantas tiveste nestes 15 anos?? diz-me???? e nestes 3 anos é só cenas gay com a namorada e fins de semana e mãos dadas e ficarem a olhar um pó outro e segredos ao ouvido a rirem-se e ela a mexer-te no cabelo, vocês quando ficam os dois calados a anharem na praia ficam a pensar no quê? sapatos???

- Com ou sem sapatos nunca fiquei uma semana a arder-me quando dava uma mija...

- Eu vou ignorar esse comentário por dois motivos- primeiro isso só me aconteceu três vezes e segundo foram duas semanas, não uma... onde é que ia?

- Estavas "on fire" com a Marta a mandares-lhe mensagens com o Gato...

- Certo, bem, mando-lhe uma mensagem com o estupor do gato, e a seguir quando ela responde a dizer que tínhamos que combinar outro café os quatro eu envio-lhe uma mensagem a perguntar se ela conhecia o 500 days of summer, que tinha para ver mas não sabia se era bom e ou via esse ou transporter 2...

- O 500 days... boa boa... e ela, detentora de uma vagina...

- Pois, ela responde-me - oh meu deus! adoro.. eu amo esse filme! tens que ver, até vejo contigo se quiseres, é lindo!!!

- E tu? o que respondeu o Mestre?

- O mestre respondeu- hey, parece-me boa ideia, mas era para ver agora, se calhar é cedo para combinarmos ver isto os dois... - ela diz-me para não ser parvo, para passar por casa dela que era da maneira que conhecia os gatos dela e que se eu era teu amigo não havia stress nenhum e... foda-se... eu fui.

- Claro que foste! e ela ficou a saber porquê que te chamam "O devasta"!!!

- Tá-te a saber bem tá? tás a gostar de... ah.. foda-se... as costas... ardem... eu digo-lhe que se ela oferece a casa, deixa-me no mínimo...

- Eu Sei! eu sei essa pera.. deixa-me pensar... não ias dizer que lhe pagavas um café porque isso já tinham feito connosco e isso implicava saírem de casa/longe da cama dela, portanto... a resposta certa é.... FAÇO-TE O MEU RAVIOLI!!!!

- Yep... foi o que lhe disse

- Tão previsível...

- Tu é que me ensinaste deixa-te de merdas

- Eu disse-te como fazia os meus Ravioli e que elas adoravam, tu é que converteste isso numa ferramenta de engate...

- Eu chego a casa dela e assim que entro bate-me um bafo a incenso, a vela de gaja não sei, aquele cheiro enjoativo e doce que as gajas acham altamente

- Isso é um nojo meu! odeio essa merda, se é para por o quarto ou a sala a cheirar bem abrem a janela e pronto, fica a casa arejada, agora essas cenas põem-me doente, e depois começam com a cena de que TU tens que achar piada a isso e ao cheiro e levam essa merda pa tua casa para porem no TEU quarto e...

- Queres confessar alguma coisa?

- Ah... não... achas? alguma vez? alguma gaja minha entrava na minha casa com...

- Não tas a enganar ninguém...

- Tavas a contar?

- Não, a sério, se quiseres dizer alguma coisa tás à vontade

- Entraste em casa da Marta, velas de cheiro... continua

- Entro e a porra de um dos gatos começa logo a roçar-se nas pernas, ainda tava no corredor e a porra do bicho começa logo a fazer aquelas paneleiradas de gato e a Marta - ah, ele gostou de ti!! é bom sinal! - e eu - eles sabem ver quem gosta de animais... - passo a mão no gato a fazer-lhe uma festa, o gajo começa como todos os gatos a curvar as costas a levantar o cú e eu a pensar- PANELEIRO DO CARALHO!! um gajo passa-lhe a mão pelas costas e o gajo levanta logo o rabo!!

- Era o cinza?

- Era, o gajo é um chato do caraças, tá sempre atrás de um gajo... e nhau e nhau nhau aquilo e ronronron... foda-se mais ao gato!

- Se te cortassem os pendentes também ficavas todo ronronron e bixano...entraste em casa da Marta, o gato... e depois?

- A Marta começa a andar para a sala e eu vejo-lhe aquelas calças justinhas bem moldadas ao rabo a afectarem-me o discernimento, eu vou atrás dela e pergunto-lhe onde é a cozinha para começar a fazer o jantar, ela vem comigo e quando estamos a ver o que há no frigorífico e ela está assim bem encaixada entre o meu braço a segurar a porta do frigorífico atiro-lhe um- hey.. que perfume tens? é delicioso... é jogo sujo, assim eu não me comporto... não vale...- ela fica toda risinhos e - "não sejas parvo, não é nada de especial" e eu digo-lhe para ela saber que tá a lidar com um macho ultra alfa - mas sem a assustar - se eu não me controlar a palavra de segurança é "abóbora", ela dá-me aquele tapinha no ombro e ri-se...e ELA ri-se , não é para TU te rires!!!

- É que tu... tu usaste os truques todos com a Marta... A MARTA!!! com outra gaja era ok, agora... eu conheço a Marta, eu tou a olhar para ti e não estou minimamente admirado com as marcas externas e nem admirado ficaria se te faltasse um Órgão no corpo, um Rim, um Pâncreas...

- Nem eu teria ficado, mas não adormeci, estava demasiado assustado para adormecer... Onde é que ia? ah já sei, estou a fazer o jantar, faço-lhe aquelas perguntas chave que as gajas são tão burras que não percebem que as põem a falar bue delas mesmas em que um gajo não tem que dizer nada só fica a ouvir e elas pensam que estamos a ter uma conversa muita profunda e no final um gajo não teve que dizer quase nada...

- A maneira como tu falas das mulheres... a tua mãe ainda te fala?

- Pokeralho, tamos a jantar e ela tá com olhinhos de bambi bem esbugalhados e eu começo a ler-lhe o corpo, o rosto, começo a descodificar a linguagem gestual dela...
Quando ela inclina o ombr...

( o paragrafo que se seguia foi censurado pelo autor do blog no intuito de proteger informação privilegiada sobre linguagem corporal feminina )


... e como estava inclinada para a direita quando lhe perguntei isso, limito-me a aproximar-me dela e digo-lhe baixinho - isto não é justo, sinto-me exposto a falar contigo, pões-me a contar coisas que não digo a ninguém e tu ... tu não partilhas nada, sei tão pouco de ti...- assim que ela mordisca o lábio... desvio-lhe o cabelo do rosto para trás da orelha ehehe, aproximo-me e dou-lhe um beijo assim ao de leve... como se eu fosse tímido ahahah ela puxa-me pa boca dela toda lambona e ... e digo-te uma coisa, eu tava a provar em segunda mão da boca dela e consigo-te dizer que o refogado do meu Ravioli táva brutalissimo

- Meteste as azeitonas mais perto do fim como te disse? pouco azeite?

- E deixei os gajos marinar no refogado um bocado depois de ferverem

- É o que eu te disse! mas tavas a jantar da boca da Marta...

- Ela... ela puxa-me para cima da mesa, atira pratos po chão, copos, tudo... mesmo à gaja que viu filmes a mais, abre-me a camisa e começa a beijar-me o peito e eu sinto uma cena fria sobre o peito, a picar-me... olho e a gaja tava a brincar com a faca a deslizar pelo meu corpo!

- E não te ocorreu que era má ideia nessa altura teres sexo com a Marta?

- Nessa altura achas que me ocorria alguma coisa? tava um misto de Medo e excitação, tipo louva-deus que acha que com ele que vai correr tudo bem. A Marta consegue... eh pa, para uma gaja tão magra ela tem uma força de estivador... ela puxa-me totalmente para cima da mesa e salta para cima de mim, começa a abrir-me a roupa e quando tamos quase quase a concretizar ela pára e diz-me - estamos a ir depressa demais... não podes ser apressado comigo... eu não sou assim.

- AHAHAHAHAHAHAHAHA

- Não tem graça... mas saimos da mesa e vamos para o sofá, quer dizer, ela vai para o sofá... eu ainda estava meio atordoado, ela chega ao sofá e chama-me com o dedo, eu vou po sofá, puxo-a pelas calças e ela dá-me uma sapatada na orelha - não me estragues a roupa!!! - e eu com três botões a menos na camisa, mas adiante, ela tenta-me abrir os jeans e as calças dela sozinha ao mesmo tempo porque a madame é a única pessoa com qualificações técnicas para abrir calças de ganga, eu puxo-lhe as calças "com cuidado" e ela puxa-me para cima dela, tou lançado, tou embalado e orgulhoso do meu trabalho e competência para promover e desenvolver o concretizar do evento a que me propus quando a vi com a tua namorada a subir a rua e ela empurra-me com os pés no peito para fora de cima dela, puxa-me e atira-me para o sofá e senta-se em cima de mim, eu afalfo-a e ela... foda-se meu... ela morde-me o peito uma vez, morde duas e não larga!!! eu começo a gritar - ABÓBORA!!! ABÓBORA!!! - e ela não larga, continuo a gritar abóbora e começo-lhe a soprar e a bater no nariz como se faz aos cães, a gaja larga-me o peito e atira-se-me à boca, começo a sentir uma cena estranha a fazer-me pressão atrás da cabeça nas costas do sofá e era a trampa do gato a roçar-se na minha cabeça, eu dou-lhe uma sapatada e a gaja bate-me no mesmo ouvido... eh pa, pára de rir... ao menos esforça-te...mas adiante, estamos empolgados... quer dizer... ela está, eu estava em pânico, primeiro começo a suster a respiração com o medo e depois começo a hiperventilar e é ai que começa a cena a ficar para o estranho...

- ah... é ai que começa estranho? tens a certeza?

- O gato... o gato tava sentado na outra ponta do sofá a olhar-me nos olhos e como se isso não fosse mau o suficiente, ela faz-lhe uma festa na cabeça... ah? o que foi?

- Tu fizeste uma cena a três!! com um gato!!!!... Espera que me estão a ligar... estou? hey! isto é saudades? acabaste de estar comigo ... o quê? estiveste a falar com a Marta? então? tá tudo bem? sim... tá aqui comigo, ya, ele também gostou de estar com ela ontem estava-me a dizer isso agora mesmo... sim... um café hoje? claro!!! é uma excelente ideia!! tá combinado... olha... mas pouco tempo no café que faz 3 anos que me atiraste ao rio e eu quero é estar contigo... eles ficam bem os dois sozinhos... sim, até logo...não... desliga tu... desliga tu! isto é ridículo!! o primeiro a desligar o telefon... foda-se, ganha-me sempre, o telemóvel dela é de tampa...

- TU TÁS-TE A PASSAR??? TU NÃO OUVISTE NADA DO QUE TE ACABEI DE CONTAR????

- Ouvi...mas o que queres... deixaste mesmo boa imagem com a Marta que ela sugeriu irmos todos ao café outra vez...e... espera, deixa-me só mandar uma mensagem a confirmar uma coisa... Já tá. Olha... tá a vibrar o teu telemóvel...

Fitou-o bem nos olhos, ele não ia...

- "Gay, tas a ver a minha Namorada?? vamos-te deixar a sós com a Marta..."




Nota- peço desculpa pelo tamanho do texto...

Sim, é baseado em factos e personagens reais

(fica registado que a minha palavra de segurança é - ABÓBORA)

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

I'm on a...

Entro no camuflado- gosto de pensar que a espessa camada de terra que reveste o meu carro a castanho é camuflagem, ligo o ipod ao rádio e perco-me numa introspecção sobre prós e contras das várias músicas cujo titulo leio até encontrar a ideal para a viagem.

(repararam que não fiz nenhuma alusão sexual sobre ter o carro todo porco? viram? não disse que gosto do meu sexo como tenho o carro... badalhoco e a precisar de uma mangueirada!!)

(eheheh eu sei que acabei de fazer alusão, vocês já me conhecem, tão à espera do quê??!?! e não me julguem, eu sei que antes de eu acabar a frase já vocês antecipavam algo tão mau ou pior...)

Onde é que eu ia? vocês desconcentram um gajo porra!

Meto o pisca para a esquerda, paro, aguardo no cruzamento e arranco para a direcção que indiquei, vejo um carro a indicar que vai estacionar e fico parado assim que acabo de fazer a curva, olho para a esquerda, olho para a direita e...

Está um caramelo a mijar contra o portão do prédio de uma ex namorada (as 15h da tarde em plena lisboa!! não estamos em lordelo!)

Baixo a música, abro o vidro e penso em dizer:

a) - Gosto muito do teu trabalho

b) - A um porto azul não leva acento!!

c) - Quando acabares avisa para te dar os 15 euros que combinamos pelo trabalho

d) - Esqueceste-te de um bocado ali no lado direito

e) - Hey! eu pensei nisso primeiro!

f) - XAAAZAAAMM!!!

g) - Um ser Em-si não tem potencialidades nem consciência de si ou do mundo. Ele apenas é. Os objetos do mundo apresentam-se à consciência humana através das suas manifestações físicas!!!

Mas fiquei-me por um genial - HEY TENS UM BICHO AO PÉ DA PERNA!!!!

e arranquei com o carro enquanto ele se debruçava para ver o bicho e se urinava nas calças e sapatos...

Aumento o volume do rádio e digo para mim mesmo:
- André, escolheste mesmo bem a música... I'm on a... HIGHWAY TO HELL...

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Vou-lhe Engatar a Marta... - Oh shake that body...

Estava ansioso.
Estava preocupado.

Tinha um bonito futuro atrás de si.
Na melhor das hipóteses ficava solteiro e com umas quantas escoriações, um ou outro hematoma e talvez... se tivesse muita sorte sobreviveria sem muitos danos físicos permanentes, talvez perdesse um braço, uma perna... com sorte.

Talvez ela só lhe arrancasse uma vista...

Era isso era... e o Lisandro voltava para o Porto para fazer dupla com o Falcao...

(Era tão bonito... sniff...)

Deixou cair a testa e o peso da situação em que se metera sobre o volante, girou para fora da ignição a chave e desligou o rádio do carro.

Talvez se ficasse muito quieto sem se mexer... talvez se conseguisse não fazer nenhum barulho... ou então se por sorte eles até se dessem bem...

-AHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHA

Ok, esta teve graça...

Saiu do carro e fechou a porta, demorava nos gestos no intuito de adiar o futuro, retardar o tempo até conseguir fazer o mesmo voltar para trás, para quando tudo era bonito e belo, e não tinha cometido o erro de combinar apresentar o melhor amigo à namorada.

Estava em divida com ela, quer dizer... elas acham sempre que lhes estamos a dever qualquer coisa pela autorização, livre transito para lhes mexermos nos locais de recreação que elas têm no corpo...

Sinceramente, tinha que parar de lhe responder quando ela estava sentada ao seu colo de decote ou quando tinha as mãos nos glúteos dela, afectava-lhe tremendamente o discernimento e acabava por lhe dizer que sim a tudo...

Isso e quando ela lhe mordia o lábio e o fitava de baixo para cima a abrir-lhe o primeiro botão da camisa sobre o peito.

Que cabra...

Ainda por cima pediu-lhe o encontro dois dias depois do acidente com os lençois lhe ter posto o olho negro e ela sabia que lhe era incapaz de dizer que não ao que quer que fosse depois disso...

Que cabra oportunista...

- Mékié!!! tão pá, tá-se ninja? requisitaste a presença do Dominar e o Dominar apareceu!

Apertou a mão, girou deslizou os dedos e finalizou com o clássico fist bump que há mais de uma década usavam para se cumprimentar.

- Tá tudo, meu, tens mesmo que te comportar hoje, sabes que as gajas assim que criam uma ideia sobre um gajo é essa ideia e ponto final, elas não conseguem desenvolver conceitos de pessoa complexos como nós...

- Eu sei meu, um gajo se tá rouco a dar pó afónico quando conhece uma gaja e fala pouco...

- Ela põe-te o rotulo que és um gajo pouco falador e tímido...

- Mesmo depois de um gajo contar que se estava a masturbar e a meio lembrou-se da maqueta do projecto... e que isso não o impediu de acabar...

- Eu ajudei-te a fazer a maqueta, eu não preciso de saber...

- E eu ajudei-te a montar a cama do teu quarto, vai dar ao mesmo, eu sei o que fazes lá em cima!

- Não não sabes...

- Tudo não sei, imagino... mas sei o que EU fiz lá em cima ahahaha, tás a ver aquela amiga da tua irmã que estava sempre a embirrar comigo nos teus jantares de aniversário? a Loira cavalona...

Parou, fitou-o e hesitou retribuir o Hi5 que lhe era requisitado...

Por um lado, a Amiga da irmã era de mestre, por outro... a cama onde dormia...

Retribuiu o Hi5 - eh pa, na minha cama não ok?

- Fonix, daqui a nada não posso fazer nada em tua casa!!! já disseste que não posso entrar no quarto da tua irmã, não posso usar o teu portátil só porque ficou gravado no histórico uns sites que acedi acidentalmente e a tua namorada viu... acho muita mau que ela te ande a ver o que pesquisas na net...

- Ela escreveu Facebook e apareceu-lhe Facefuck with midgets... acho que não é bem andar a controlar

- Vês! não foi com anões, foi com ruivas, afinal não fui o culpad... pera... tens razão esquece, mas qual é o teu drama de tar com a tua namorada? já tive com ela ziliões de vezes na faculdade...

- Na mesma sala, não estiveste a sociabilizar com ela, a conversar com ela

- Tu tens é medo que ela ao ver-me, homem macho! ela questione o que sente por ti e se és o gajo certo para ovular e parir um puto...

- Pokeralho, tu sabes o que te estou a dizer, as gajas são hipersensíveis e levam qualquer merdinha fora do que elas querem a mal, se dizes qualquer coisa no dia errado, naquela altura do mês sem tu saberes que é...

- Olha lá, a tua gaja não era suposto chegar aos sítios a horas?

Olhou para o relógio, realmente ela estava atrasada o que não era costume...
Sentiu nascer esperança onde esta não existia, será que estava com sorte e ela não ia aparecer? tinha tido uma acidente, partido uma perna ou qualquer coisa boa que a impedisse de aparecer...

Quer dizer...

Óbvio que desejar que a namorada partisse uma perna não era bom...

Depois era chato convencer-la a fazer certas posições sexuais que apreciava muito... e ia ficar carente e pedinchona...
E ela ter um acidente de carro ia sobrar para si porque depois tinha que andar a fazer de motorista pa todo o lado...

Hey! um aneurisma ou lá o que era, qualquer cena que a pusesse tipo em coma, assim ela não só ficava já no sitio - na cama, ficava caladinha e quieta sem oferecer resistência! podia ir ter com ela quando quisesse, podia ficar sossegado a jogar PS3 com ela ali ao lado calada sem refilar, podia por na Eurosport ou ver jogos do Porto de 87 sem ter que levar com aquelas séries muita lamechas de médicos para compensar...

Passava a ser a namorada perfeita!

- Meu, liga para a tua fêmea pa saber se vai demorar, elas gostam que um gajo pareça que fica preocupado...

Ligou e foi-lhe rejeitada a chamada

- Rejeitou, deve tar a chegar

- Ou então viu que eras tu e rejeitou ahahaha, liga-lhe em anónimo e vais ver que ela atende

- É o que te costuma acontecer com as tuas gajas? ahahaha, olha, já ai vem... oh não...

Sentiu que o mundo desmoronava em seu redor, sentiu que era o mau Karma de ter apreciado a ideia da namorada ter um acidente ou ficar inanimada...
Era uma piada sem graça - porque era consigo, se fosse com outro era hilariante!, era um capricho dos Deuses, a paga de todas as vezes que fitou a namorada dos olhos e lhe dizia que sim ao que ela dizia e por dentro desejava que esta ficasse subitamente afónica só para ouvir o relato do jogo da televisão...
Foram só três vezes...

(Ok, foram cinco vezes se contarmos com dois jogos amigáveis do porto...)

Era cruel demais...

Virou-se para o amigo e ganhou medo, deparou-se com este a sorrir como se fosse um leão perante uma gazela coxa na savana amarrada com correntes anestesiada a dormir...

- A MARTA NÃO! está fora de questão, nem penses nisso, foda-se, não... não e NÃO!

- Eu disse alguma coisa?? eu não disse nada, nem pensei... quer dizer... pensei, mas não te stresses que usei preservativo, que eu não conheço a miúda não sei se ela eh eh... chama-se Marta a amiga da tua namorada?

- Eu faço o que tu quiseres, imploro-te, a Marta não, é a melhor amiga dela e depois EU é que me fodo, qualquer outra gaja tu sabes, tou lá para ti como sempre, mas esta não...

- Mas quem tem que dizer que "a Marta não" é a Marta, ela é que sabe! não a podes privar do prazer, do privilégio de... pera, esta é a Marta? A MARTA? aquela amiga da tua gaja que é totalmente alucinada quando se passa da carola?

- Essa mesmo... - tentou agarrar a oportunidade - eu contei-te que a gaja a discutir com o ex namorado lhe partiu a cana do nariz com o salto da bota - ele não precisa de saber que foi um acidente, que lhe acertou a gesticular com a bota na mão e o gajo era sensível e sangrava facilmente da penca - o gajo teve que ser operado...

- Acho que me lembro disso, e ela não tinha uma panca com animaizinhos?? chorava com os pandas e matarem golfinhos e focas e o caralho?

- Exactamente! - estava a resultar! -ela ás vezes parece que é bipolar, tem umas arrancadas do nada e...

- É desarrumada?

- O quarto dela é o caos...

- MEU, A GAJA DEVE SER UMA BOMBA NA CAMA!!!

Não teve tempo para reagir, somente tempo para sorrir, cumprimentar a Marta, apresentar o amigo e deixar-se envolver pelos braços e beijos da namorada

- Eu devia ter avisado... mas lembrei-me de trazer a Marta, assim ninguém fica a falar sozinho... - beijou-o uma, duas vezes - espero que não te importes...

- Eu? achas? claro que não! tu sabes que eu gosto imenso da Marta...

Entraram no café, puxou o braço do amigo e insinuou-lhe um - NÃO! - com os olhos, este retribuiu-lhe com as sobrancelhas - Ela é que sabe, eu tou aqui quietinho...
Respondeu-lhe - Nem penses nisso! - abanando a cabeça levantando o indicador...

- Vocês os dois estão a sentirem-se bem? não se querem sentar?... hey! tu ficas ao pé de mim! porquê que te foste sentar ao lado da Marta? que eu saiba és MEU namorado...

- O teu namorado tem com cada uma... estava a falar com ele antes de vocês chegarem e ele diz-me que foi contigo ao jardim zoológico e estava lá uma camelo fêmea que tinha as bossas pequenas... mas que esperava que ela tivesse uma personalidade carismática para compensar...

- Eu peço desculpa, ele não tomou os remédios- sentiu o panico invadir-lhe o corpo, a Marta ria-se, o gajo marcara pontos com a piada inicial - desde que foi sodomizado na supertaça por 2-0 ele...

- Meu, já falamos de bola que chegue os dois! olhem, não me levam a mal que mande uma mensagem? ia ligar mas tá imenso barulho no café... é que o gato da minha irmã partiu o maxilar... ainda é pequeno, ele caiu e ia hoje ao veterinário... estou meio para o preocupado...

- awww, a sério? coitado!! como se chama? qual é a raça? não sei se sabes mas eu tenho dois gatos! adoro gatos!! adoro animais...

- Eu mostro-te uma foto, tenho uma no telemóvel que tirei com ele ao colo, espera, deixa-me só mandar a mensagem... sabes Marta, coisa que eu gosto é de quem gosta de animais, para mim é o essencial para se ser boa pessoa...

Sentiu a namorada puxa-lo para si, para lhe confidenciar algo ao ouvido - não sei porquê que estavas tão receoso a dizer que não era boa ideia um dia juntar-mos a Marta com o teu melhor amigo, eles dão-se super bem... e tu dizias que ele não era bem a minha onda... não vejo qual era o teu problema...

Sentiu o telemóvel vibrar uma vez, era uma mensagem.

Ele não ia ter a lata de...

"Gay, tas a ver a tua namorada? Vou-lhe engatar a Marta!!"





Nota - Invariavelmente dizem-me duas coisas sobre este blog - que o melhor do blog é o asshole do amigo dele e que não engano ninguém a disfarçar que toda a gente sabe que o asshole do amigo sou eu.
E pedem-me mais textos com esse gajo.
Pedem-me um dia na vida desse gajo, e dizem-me - vá lá André, já te vi e ouvi dizer e fazer pior ao vivo, solta a franga e dá-nos mais pérolas desse Deus que é disso que nós gostamos.
(viram o que fiz aqui? por via indirecta chamei a mim mesmo um Deus)

Se me pedirem com jeitinho até que pode ser que escreva um dia na vida da vossa personagem favorita...

Podemos trocar pelo numero da Marta...