quinta-feira, 27 de junho de 2013

Bon Jovi - Uma sorte do caraças!!!

Imaginem que estão sentados à sombra a comer uma fatia de Pizza antes do concerto dos Bon Jovi a discutir qual será a melhor abordagem para ver minimamente o concerto no meio da multidão que está já colocada em posição.
Imaginem quem o vosso bilhete é um bilhete normal, não é para a zona Diamante - mesmo ao pé do palco - ou para a zona d'ouro - zona a seguir antes da zona para o resto das pessoas, e que estão desencontrados com o resto das pessoas com que era suposto irem ao concerto.

Imaginem que no momento em que a Miss está a refilar que a Pizza tá mal cozinhada e vocês respondem- ela meteu-te a pizza na caixa com as mãos!! vais mesmo refilar com a higiene num concerto rock?...

Imaginem que são interrompidos por um inglês simpático que vos oferece duas pulseiras para a ZONA DIAMANTE só porque sim, porque tinha duas a mais e vocês estavam ali ao lado...(e o meu sex appeal é simplesmente irresistível)

Agora imaginem que com as pulseiras vão por ali fora a perguntarem-se - isto está mesmo a acontecer??? - e ficam mesmo mesmo meeeeeeeeeesmo a um metro do palco no concerto dos Bon Jovi ao qual só te decidiste a ir na véspera.



 


E pronto, era isto só para meter nojo.


 


Nota -  É de certo modo irónico que concerto dos Bonejove anterior, por simpatia altimétrica com membros do grupo com que estava, eu tenha ficado a quilómetros do palco de onde não via um cú... e neste tinha o cú do jon demasiado perto, tipo, dava para ver o detalhe da costura das calças.

Foi meio desconfortável.

(mas bom...)





Nota 2 - Sobre o concerto em si... gostei mais do alinhamento das músicas do anterior e neste não tínhamos o Sambora na guitarra. Tocaram a minha música deles- in these arms - mesmo à minha frente com o Jon a olhar-me nos olhos...

Óbvio que adorei a porra do concerto!

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Eu Pergunto:

Porquê que em cada 5 pessoas a quem digo ou faço referência que fui comprar um fato para um casamento a que vou me responde:

- Mas tu vais-te casar??????????????????


É que uma pessoa era ok, era confusão do momento, agora isto começa a ser(me) desconfortável!





Principalmente porque toda a gente sabe que o Sr. André só se casa aos 35 quando mandar vir a russa pelas internetes...

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Aquele Momento Mágico - Wonderwall

Estou a beber uma Guinness ( uma Pint, que meia era panisga ) no O'Gilins do Cais do Sodré e começa a tocar a Wonderwall dos Oasis...
E a Guinness já está a fazer efeito...
E começo a cantar em voz (muito) alta a música...

E Canto Maybeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee...
You gonna be the one that saves...
Meeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee...

E a Miss que me fazia companhia - e comecei por envergonhar com a cena que o Pub tava cheio -sorrindo diz-me para olhar para trás e...

Aquele momento mágico em que descobrimos que metemos o pub a cantar a música.





sexta-feira, 21 de junho de 2013

Eu

...ou você leitor
...ou quem atura o leitor todo o santo dia
...ou quem me atura com paciência e carinho...
...um de nós, e o resto...





Nota - Não é nenhum desabafo esta música, é apenas um apontamento músical.
Se fosse um desabafo... é mais do que óbvio que postava a Like a Virgin da Madonna.

(story of my life...)

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Gajas de Psicologia...

Ela - Pera... tu não te sentas ai...
Eu - Porquê??? porquê que não posso ficar ao pé da tua prima?
Ela - Tu sabes bem porquê... sabem bem que ela tá em Psicologia...
Eu - Mas eu já não faço piadas sobre gajas de Psicologia!
Ela - Porquê?
Eu - Fáceis demais...
Ela - As gajas ou as piad... ...foda-se... odeio-te.








sexta-feira, 14 de junho de 2013

Sem Tinta nas Veias

 

Superfície Lunar
Obra na Av. 5 de Outubro, Lisboa
-


A Varanda do Cão de políticas sociais e de imigração extremas
Calçada do Lavra, Lisboa

-


Ferrugem
Rua de Sta Bárbara, Lisboa

-


 Tunnel of Love
Nelas

-


Nothing's gonna stop us now...
Porto Covo

 -



Oh, So happy to see you here..
 Edinburgh, Escócia 

 -


Subitamente, Estrumfes.
Stirling, Escócia

-
 

"insiste em zero a zero, eu quero um a um"
Belenenses - Atlético em 2013, Estádio do Restelo

quinta-feira, 13 de junho de 2013

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Conversas com o Meu Pai #8 - Caroline Munro

Ao fundo na aparelhagem, Tony Bennett a tocar.
A conversa desenvolve-se quando ele me diz que acena do Tony era o Frank Sinatra- nome que deu à sua fundação.
Eu conto-lhe que a cena do Eddie Vedder eram os The Who e que quando conheceu o Peter Townshend ele lhe estendeu a mão e disse- estava tão desejoso de te conhecer.

E contei-lhe do gajo do River Plate - titular na selecção Argentina- que se baldou a um jogo porque tinha um jogo da equipa de bairro...
O treinador do River foi furioso à procura dele e chegado ao campo... o Gajo estava no banco, perguntou-lhe porquê que não estava a jogar e ouviu de resposta - o titular é melhor...

E o Tony Bennett a tocar de fundo... e meu Pai diz-me -  agora nesta música... só falta entrar a Esther Williams a nadar...

E subitamente estamos a falar de filmes do Errol Flynn...

E do Errol Flynn eu digo - no outro dia estava a dar um... A viagem de Sinbad com uma das minhas actrizes favoritas pela qual tenho uma granda pancada...

(a volta que eu dei até chegar aqui...)

A Caroline Munro:





 Mostro-lhe a Sra em questão e digo- ela tá nas três que mesmo acima dos 70... ia lá.

Faço uma pausa e completo:

- Obviamente, a Helen Mirren, a Caroline...

e a Bonnie Tyler.



Nota - Aquele momento mágico em que estás à procura de uma foto da Caroline no filme Sinbad para por no blog e estás com uma enorme dificuldade em encontrar uma em que ela não esteja com aquele portentoso peito a chamar a atenção.

Nota 2- Óbvio que a Bonnie é Piada (ou não).

Nota 3 - Agora que penso nisso, a Claudia Cardinal... ou a Luciana Paluzzi...





sexta-feira, 7 de junho de 2013

Embirração

Sem explicação, sem perceber porquê, embirro de caras com um caramelo com quem me cruzo sábado.
Por definição na agenda do meu fim de semana, reencontrei o gajo no domingo, sem que o instinto - com nada que o sustentasse - mudasse em relação à criatura.

Terça feira vejo-o com uma t-shirt dos Coldplay no Ateneu.

E passou a fazer sentido.









quinta-feira, 6 de junho de 2013

Sugestão para How I met your mother

Para salvar a série, para recuperarem da péssima opção que foi a escolha da Mãe, a minha sugestão para elevar a a série a um patamar de awesomeness nunca antes visto - com um twist que seria sem dúvida memorável...
Encaixada no enredo- vem ai um casamento - a minha ideia/sugestão é:

Durante o casamento começarem por tocar a música "The Rains of Castamere"...

Trancarem as portas e...

E a partir dai...

Os Lannisters mandarem cumprimentos.

Pensem nisso.


Nota:







quarta-feira, 5 de junho de 2013

Wavelength

Funciona? - perguntou e atravessou o escritório na direcção do gira discos.
Respondeu-lhe que sim, cruzou os braços e encostou-se à secretária observando-a.
- Mais awesome que isto só um gramofone... - disse abrindo a tampa, retirando o Vinil que se encontrava sobre o prato.
- Que exagero... tens a capa ai ao lado, é a branca que está meio de fora.
- Alchemy, Dire Straits... eu conheço o álbum!! não o ouvi tantas vezes como tu... mas eu sei do que estou à procura.
- E do que estás à procura mulher?
- De um grande amor...
- Essa piada é minha...
- Vou-me lembrar disso quando estiveres com as mãos nos meus glúteos...
- Diz-me o que queres que eu digo-te...
- Já encontrei! vira-te para lá, vá, vira-te porra! faz o que te estou a dizer...
Virou-se para a calar.
Aguardou o arranhar da agulha, o resfolhar reconfortante que saía das colunas entre músicas nos discos analógicos.
- Vais ficar de costas para mim?
- Não me disseste para virar! não sou telepata.
Virou-se, fitou-a. Ela soltou o cabelo, descalçou-se e colocou os sapatos debaixo da secretária, voltou para diante dele, puxou as calças para cima e apontou-lhe para os pés.
Ele tirou os ténis pisando-os e atirou-os para a entrada do escritório.
- Atão a música?
- Já começa... ainda não reconheceste?
- Não...
Aguardou, ela não ficou à espera.
Sacudiu o ombro devagar, fechou os olhos.
Ele continuou à procura de familiaridade, de encontrar uma frase ou uma nota que se encaixasse e resolvesse o mistério.
Parecia-lhe um slow soul, cheirava a Mowtown, Al green... não era, tinha a certeza que não, até tinha a certeza que conhecia bem a voz a um ponto de estar a ser embaraçoso...
Do ombro, ela desceu para as ancas, dançando suave ao som da melodia.
Ele continuou a tentar olhar para a testa a tentar encontrar a música.
Ela aproximou-se, beijou-o no rosto, segurou-lhe a mão aguardando o tempo...

WAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAVELENGTH...

You never let me down... no...

Puxou-o e abriu o espaço sem lhe largar a mão.
Riu-se, fitou-a e acompanhou-lhe o balançar do corpo.
Puxou-a para perto, rodando-a, encaixando-a, afastando-a para a puxar outra vez.

Via-lhe o cabelo solto, despenteado, cobrir-lhe metade do rosto.
Via-lhe o ombro descoberto, o pescoço...

Ela virou-lhe costas sem parar de dançar, ele aproximou-se, encaixando-se.
Beijou-a no rosto, no pescoço, deslizou-lhe pela pele com o nariz, abraçando-a, segurando-a contra si com a mão aberta abaixo do peito dela..

- Depois de acabar esta... temos 7 minutos e uns segundos até começar a Hungry for you Love... - disse deslizando a mão da barriga para a fivela do cinto dela.
Virou-se, beijou-o e sorriu-lhe com a boca na dele.

 -  Também podemos saltar logo a música e entrar directos na Hungry for your love...

Afastou-se saltitando ao som da música

- "Come back baby come back" - cantou acompanhando o coro de fundo apontando para ele.

Puxou-a sem sair do sítio, rodando-a duas, três vezes até a amortecer nos braços onde ela se deixou aterrar.

- I'm Hungry for your love?

- I'm Hungry for your love!

- Ok, tu mudas de música, eu vou trancar a porta.

- Leste-me os pensamentos...

- Estamos na mesma... Wavelen... ok, demasiado forçado,  eu vou mudar a música!.




Nota 1 - Wavelength será sem especificações técnicas... cumprimento de onda.

Nota 2 - Eu não ando a ouvir apenas... mas ando a ouvir muito Van Morrison.

Nota 3 - Muito Van Morrison mesmo.

Nota 4- e tenho um gira discos operacional, há que juntar o útil ao agradável!.



terça-feira, 4 de junho de 2013

A tal - edição ultra creepy

Meto a terceira a seguir à curva, acelero e baixo o volume do rádio onde a One More Night do Ex vocalista e baterista dos Genesis tocava.
Ela sentada à minha direita pergunta-me se não gosto de Phill Collins.
Eu respondo que gosto, muito, mas o Phill Collins é bom para se ouvir quando acabas uma Relação.

A Tal, porque é a tal...

Aumenta o volume da rádio e responde:

- Bom para uma separação ou quando te apetece matar alguém com um machado... diz-me, o que achas de Huey Lewis?

E depois pergunta-me se não tenho a Hip to be square no i-pod.