sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Cortesia

Mudança acima, mudança abaixo, podia passar no cruzamento mas pado, concedo passagem a um carro cujo condutor era uma mulher, deixando-a passar.
A Madame Namorada ao meu lado cruza os braços, amarra o burro e atira-me - "só a deixaste passar porque é gaja..."

Eu repondo-lhe que confere, que daqui a uns anos, cruzamos-nos por ai e ela ao reconhecer-me, ao recordar a minha cortesia e gentileza...

Estará mais predisposta a prendar-me com um mais do que justo felácio, nunca se sabe...




Cinco cruzamentos depois, confesso, estou a desesperar por uma rotunda...





Porque me apercebo do que disse...

E uma mulher nunca esquece...



2 comentários:

Pusinko disse...

É merecido. E nao apanhaste?

E comentario para um cascudo.

Beijo

Never Told Words disse...

É coisinha para ela se vingar quando for ela a conduzir lol