segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Dois sonhos

- Olá!

- Sim...

- Bom dia!

- Idem... o quê que... ... ... sim?

- Diz bom dia estúpido!

- Bom dia...

- Olha...

- Diz... porquê que me ligaste?

- Sonhei contigo... duas vezes, dai estar a ligar-te...

- A sério? e achas que é boa ideia?

- Xiu! posso contar?

- Vou-te dizer que não, mas tu contas à mesma, acertei?

- Yep, acertaste.

- ...

- Posso?

- Conta...

- Ok, já conto, um foi desconfortavelmente surreal o outro desconfortavelmente real.... no primeiro... eu sonhei que estávamos no sofá de uma casa que era a nossa, tu estavas com o braço à minha volta e beijaste-me a nuca, roçando o nariz no meu cabelo... e eu ajeitei-me e... e foi estranho porque foi tão natural, tão naturais... como se fosse algo... algo que se faz sem pressa, como se ficasses...

- E foi assim tão real?

- O quê? não! este é o sonho surreal! achas mesmo que tu ficavas dois minutos todo panisga comigo no sofá minha besta retardada?

- Realmente...  e o sonho real?

- Estávamos no supermercado...

- Sim...

- Eu pedia-te para ires comprar metade da lista que eu tratava da outra metade, dava-te a lista para a mão e tu dizias que não podias depois de olhar para ela, eu perguntava-te porquê e tu apontavas para a lista onde tava o nome do detergente e dizias - NO HOMO!

2 comentários:

Never Told Words disse...

Dois sonhos com a mesma pessoa só pode significar muito amor lol
(ainda bem q só sonhei com o hitler uma vez...)

Pusinko disse...

Duas bordoadas bem reais nao te faziam mal nenhum. Fica bem. Homo.