segunda-feira, 22 de agosto de 2011

És o maior!

Anos atrás ia para uma noite de copos com uns amigos quando perto do calvário vejo o Zé Pedro dos Xutos a caminhar todo pimpão no passeio, peço ao meu amigo para abrandar o carro, abro o vidro e grito:

- KALU... ÉS O MAIOR!!!

Uns dias atrás quando levava uma amiga a casa, vejo a Mafalda Veiga no passeio, lembro-me do que contei acima, abrando o carro, abro o vidro e grito:

- JOÃO PEDRO... ÉS O MAIOR!!!




(E eu continuo sem perceber porquê que depois de verem destas pérolas ao vivo as pessoas continuam a querer sair comigo.)

10 comentários:

Susi disse...

Bem feita para o Zé Pedro! Que é todo convencido!

M disse...

Tenho uma tia. Sim, uma tia.
Que quando estamos as duas no mesmo veículo, colocamos a cabeça de fora e gritamos aos transeuntes de forma a assusta-los :|

Karina sem acento disse...

Looool... nunca tive a infelicidade de ver a mafalda veiga à minha frente. Mas acho que iria ficar cheia de náuseas, e com azia e tudo mais. O mais provável era ter de ir parar ao hospital. "Então o que tem?!"
"Óh xôr doutor, vi a mafalda veiga!"
"Ai ai ai... tem uma intoxicação visual por associação auditiva... muito frequente!".

Também não sei como é que ainda tenho amigos...

Teresa disse...

wow, tu fazes-me concorrência na social wakwardness.

Ana disse...

Eu, quando passo ali no Conde Redondo à noite, e vejo os travestis encostados, costumo abrir a janela e gritar "ó boaaaaaaa!"

André disse...

Susi- O melhor foi ele a tentar explicar que não era o Kalu, priceless.

M- só provas o que eu digo- é genético...

Karina sem acento - Já muita gente entrou no hospital com isso e ficou lá, quanto mais terão que morrer? quantos?

Teresa - ninguém te faz concorrência, o que eu faço em esforço... tu fazes com facilidade,
tu tens um dom, eu humilde te reconheço como minha mentora e guia espiritual

Ana - aaaww afinal foste tu que me fizeste o elogio! eu gosto de elogios.

Foxy Ni** disse...

genial... e for pelo sentido de humor és bem capaz de ser raptado um dia destes :P

experimenta passar pelo castelo branco e chamar-lhe: oh pilas! ;)

Pusinko disse...

Eu também ia continuar a sair com gente que diz as cosias que tu dizes.
Se calhar é porque a parvoice me assiste e tenho momentos esquisos socialmente, mas que me parecem muito bem... assim como à minha roda de amigos. Não batemos bem nem no memso compasso, mas gostamos assim.
Contigo é o mesmo, aposto!

André disse...

Ni - pelo castelo branco acho que ficava mesmo era traumatizado...

Pusinko - comigo... ainda não percebi o porquê que as pessoas insistem em combinar e sugerir por livre vontade(!!!) delas o que quer que seja avec moi, eu bem que repito- não recomendo

Porque um dia me perdi... disse...

lololol....o bom humor é sempre benvindo :)