sábado, 13 de agosto de 2011

Sobre o texto que desisti de publicar no blog.

Não me correu bem.
Não me correu naaada bem.
Eram apenas quatro linhas!!! quatro miseras linhas de texto que desisti de publicar no blog.

Isto começa num arraial na minha faculdade muitos anos atrás - no longínquo ano de Mil 9 e 46.

Na altura namorava com uma mui formosa moça a quem me irei referir apenas e somente por R.
Um ano antes terminara a minha relação com outra prendada senhora a quem me irei referir por J.

Por capricho dos deuses - gosto de imaginar que era algo semelhante ao que acontecia no filme e na série dos imortais quando sentiam que se aproximava outro imortal - elas tomaram consciência uma da outra - uma coisa é saber que houve alguém antes no cargo que ocupam em relação à minha pessoa, outra coisa é a sádica ironia do destino de elas frequentarem o mesmo café - às terças e quintas durante o pequeno almoço.

Mas André, como é que elas sabiam quem era quem?

Simples -  eu inocentemente num dia em que querido e fofo acordei mais cedo para ir tomar o pequeno almoço com a Miss R. antes de ela ir para o trabalho, quem é que vejo entrar no café? Miss J.

E o que faz o André a seguir para não ser indelicado? apresentei-as!



Yep, eu sei, genius I say... genius!!!!

(óbvio que não disse- olha, esta é a ex, que eu andava a papar e esta é a gaja c'ando a comer agora!!! )

Elas educadas, cumprimentaram-se e sorriram uma para a outra (cínicas) e eu - estúpido - a pensar "hey, isto até que correu bem..."

Saltando o desenrolar da novela - Las Noches de Passion de Fábio António Aguilar, El Latin Lover

(sim, yo soy Fábio António Aguilar... Latin lover.)

Adiante...

Saltando a história para o arraial da faculdade onde levei a Miss R., o Bff e onde por acaso encontrei Miss J. - andamos na mesma faculdade, faz sentido ela aparecer nesse tipo de eventos na Universidade em questão...

Quando elas se cruzaram o Bff diz- "querem que eu o agarre e as duas aproveitam para..."

Elas riram e remoeram a ideia, sempre era algo que podiam fazer em conjunto por um bem comum...

(agora vem a parte que queria por aqui mas não deu)

Mais tarde durante o arraial, há um momento em que eu estava sozinho a beber a minha imperial e vejo à minha direita a namorada ( a Miss R., estejam atentos porra!) e à esquerda a Ex, Miss J.

Estou contemplativo de uma para a outra - reparem como podia ter feito um comentário porco sobre estar a comparar os glúteos mas não fiz!

( I just did...)

Surge ao meu lado nesse momento de introspecção o Bff.

Ele diz-me: "Meu, panilas, libelinha, digo-te uma coisa, dá para ver que tu... as duas... louco."

Eu digo-lhe que sim com a cabeça.

Ele continua: -" as duas... por ti... loucas..."

Eu bebo meio copo de cerveja de penaltie e digo-lhe que sim

Ele termina o raciocínio - "As duas... Loucas."

(ponto.)

E eu fiquei...






Só que na altura eu não tinha blog, e a coisa passou.

-

Fazemos um salto no tempo até ao concerto dos Bonjove e ao porquê de não ter colocado aquelas quatro linhas (como as escrevi originalmente eram apenas e somente quatro curtas, directas e concisas linhas de texto...estava tão bonito) como pretendia no blog e agora estar a escarrapachar o meu passado amoroso com alusões directas a duas mulheres que sabem onde moro, trabalho, a matricula do meu carro... que cinema frequento todas as quintas à noite...

(suspiro)

No concerto dos Bon Jovi, quis o destino que eu me cruzasse com Miss R. - que me viu a 300 metros no meio de 60 Mil pessoas.

Ela, simpática, veio-me falar e quando me diz - "Já não te via há tanto tempo..."
Interrompe o Bff e diz- "hey! já só falta a outra!!!"

Responde-lhe Miss R, - "Que outra? a J.? foda-se André, nunca percebi como é que tu te dás com este gajo..."

BFF = Troll? yep, mas conseguiu fazer pior adiante...


( Best friends...  forevaaa!)


Dou-lhe um abraço, beijo-a no rosto e digo-lhe que temos mesmo que por a conversa em dia e que fiquei satisfeito por a ver, mesmo depois de a mandar à merda por estar bronzeada e eu não.

Ela responde-me - "deixa de ser parvo, tu é que andaste a passear por Marrocos..."

E eu fiquei:



Como é que ela sabia que eu tinha ido a Marrocos se não falávamos há anos?

Resposta que me deu quando lhe perguntei? adivinhem...

"oh, então, li no teu blog..."

E eu:


- "Como é que tu sabes que eu tenho um blog?"- pergunto-lhe
Ela diz-me que isso agora não interessa, dá-me um beijo na cara, desliza a mão direita pela minha barba por fazer e morde o lábio fitando-me de baixo para cima.
Diz-me adeus e vira-se para partir, mas um passo depois...





Diz-me - "Tu sabes qual é a música em que te vais lembrar de mim certo?..."

Sinto a mão do Bff no meu ombro.e oiço as suas sábias palavras: - Lembras-te do que te disse no Arraial? 

E eu ao lembrar-me do que me disse no Arraial:






Acontece que digo isto em voz alta, e ele dá-me a dica que se fica explicito que estou a falar delas por fazer referência ao arraial e elas vão perceber que me refiro a elas... é melhor perguntar-lhes se estão ok com a situação...

Aqui sim, Epic Troll.

Eu como sou estúpido - Genius I say, Genius!!! -  perguntei.
Primeiro responde-me Miss J. impondo uma condição.
Depois liga-me Miss R. e pergunta- "oh, tudo bem, confio em ti... até gosto quando escreves sobre mim no blog.... mas já agora... perguntaste isso à outra gaja? o quê que ela disse?"

E eu respondo- " Ela disse que estava tudo bem se ela lê-se primeiro..."

Adivinhem o que respondeu Miss R. perante a condição da J.?

Yep, isso mesmo - "Ah se ela vai ler primeiro eu também leio! ela não é mais do que eu!"

Eu podia ter apenas dito que também tinha concordado e tinha sido tão simples... mas não, tinha que falar demais.
Depois pergunta-me quando é que ia dar a ler à outra "grande censurado "
Eu respondo-lhe - "vamos tomar um café depois de amanhã e eu levo-lhe para ela ler e fica despachado."
Acabo de dizer estas palavras e respiro aquela sensação de quem se voltou a espalhar ao comprido outra vez quando a oiço perguntar: - "e quando me deixas ler? não me vais enviar isso por e-mail... se lhe pagas um café... levas-me a jantar!!"
Ainda argumento que o café é porque tenho que lhe entregar um porradão de documentação técnica sobre segurança contra incêndios e que é uma questão de vida ou morte das criancinhas do infantário que ela tá a projectar...
Ela responde-me que não é negociável e que a vou levar à pizzaria em Carcavelos...
Aliás, passo a citar: - "se levas lá as outras porcas a jantar, e a mim nunca levaste..."

E eu respondo que só levei o Bff e a MJ... e o meu Pai e que é só a porcaria de uma merdinha de um texto que quero por no blog! 

Ela responde-me que não percebe como consigo escrever o que escrevi sobre a unha do pé dela e não perceber a frase- " não é negociável."

No dia combinado estou no café com Miss J.
Entrego-lhe o texto- um mísero gatafunho escrito à mão.
Ela abre a mala e tira uma caneta encarnada.
Miss J. fita-me bem fundo nos olhos e diz- "Tens noção que assassinaste esta palavra? onde é que isto se escreve assim? " - e risca-me na folha. 
Ok, um erro é aceitável penso para mim mesmo, mas ela continua a riscar... wtf? o quê que ela está a fazer... oh meu deus! ela não está a corrigir os erros... ela está a escrever adendas!!
Gira a folha sobre a mesa e entrega-me o papel - "Fica melhor assim..."

Leio o que escreveu - "Tás-te a passar? eu não vou por isto no blog..."

Encolhe-me os ombros e diz- "Não sei qual é o problema..."

E eu... 
Eu volto a falar demais - "Ela vai ler... ela lê o meu blog..."

Óbvio que me perguntou como é que eu sabia que ela lia o meu blog se a versão oficial é que eu não mantinha contacto com ela...

E eu explico- o André explica sempre tudo tão direitinho que não percebe porquê que é tudo tão confuso...
Depois pergunta-me se perguntei à outra "grande censurado " o que achava, chama-me um banana por ter pedido autorização à R., mas que pedir a ela já não era fraqueza, era uma questão de respeito pelo que tivemos.

Nos dias que se seguiram foi basicamente isto:




Quando devia ter sido isto:



E a situação arrastou-se até quarta feira quando o Troll do Bff me pergunta antes do cinema - " mas quando é que tu pensaste que era boa ideia perguntares se podias escrever uma coisa que incluía as duas no mesmo texto? qual foi a parte de ti que achou que isso ia correr bem?"
E eu fiquei a sentir-me...




Conclusão - I went full retarded.

Recomendação:




Sempre que precisar sair de casa.

8 comentários:

Hathor disse...

lolololol
Adoro ver guerra no galinheiro hahahahaha
Lindo, épico, sei lá tudo.
Este post fez-me rir até mais não.
Estás preparado para a guerra???
Não gostava de estar no teu lugar hehehe :)
Bonne chance :)

Morce disse...

Que texto gigante... não sei onde é que fui buscar paciência para o ler todo. Devo estar mesmo aborrecida ahah Mas está muito bom, adoro o pormenor das imagens ;)
Se eu fosse pedir autorização para escrever sobre toda a gente sobre quem já escrevi, estava ainda mais falida do que estou neste momento.

Susi disse...

Ahaha, de 4 linhas passaste para um texto valente :D mas cheio de piada ahah, vês, ainda bem que lhes perguntaste se podias contar a história no blog, é que à conta disso ficaste com outra história ainda para contar :D

Teresa disse...

ahah devias ir para contador de histórias ^^ gostei do ritmo com que segues a narrativa x)

M disse...

As duas...Loucas!

caliopespetitemort disse...

Acho sinceramente que conseguias dar ainda mais a volta à situação, pagar o jantar às duas e... olha, logo se via no que dava! ;)

Gostei da forma como o descreveste! ahahah

Beijo.

m, disse...

que novela .

ana disse...

Lord Jeezus, que novela mexicana x) Mas ri muito! :b