segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Oh boneca...

Quis a fortuna e um comentário... um singelo e inocente comentário despoletasse uma reacção deveras extrapolada aqui na blogosfera.

Era uma situação normal até a pessoa em questão colocar um post com insinuações sobre a nobreza do meu caracter.

Posso ser uma besta mas não aceito que digam ou esperneiem sobre mim sem me conhecerem.
Principalmente quando o fazem de um modo tão infantil.

A situação é esta.

A madame em questão encontrou um telemóvel, ficou satisfeita porque quando perdeu o dela não o devolveram e achou por bem ficar com o que não era seu.

E questionei- é só lerem os comentários - o evento, não a pessoa.

Ela não gostou- é um dom que tenho, numa frase ou duas por gajas a destilarem-me alucinadas.

No fim insinua que eu faria o mesmo, e eu ok, tudo bem, não me conhece pois qualquer pessoa que o faça nunca aceitaria que dissessem algo desse género sobre mim.

Óbvio que duas pessoas com opiniões diversas (na porra de um blog foda-se!!) é uma situação intolerável e como é que eu me atrevi a pensar que ficaria por ali?

De seguida ela faz-me um post que só pode ser sobre mim- como na música... you're so vain...

E foi ai que dei um murro na mesa e disse basta! vou descarregar a fúria no meu blog!!

Eu fico naquela dúvida se vale a pena comentar quando se tornou notório que não é uma opinião sobre um evento que está em causa mas sim um problema de carácter...

Não aceitar opiniões contrárias à nossa (na porra de um blog foda-se!!) e fazer disso uma ofensa é estúpido, ridículo e pior do que tudo isso... é patético.

Podia questionar alguém que acha que se um pombo nos cagou na testa todos os pássaros são uma ameaça, se um Norueguês nos olhou de lado todos os outros são antipáticos, se nos ficaram com um telemóvel temos o direito de nos apropriar do que não é nosso só porque sim, porque os meninos maus...

Eh pá, não é problema meu, mas julgarem-me a mim... porque perguntei se o telemóvel estava desligado ou se não podia ter feito qualquer coisa para devolver o telemóvel...

Podia dizer e passo a citar:
"E eu riu-me da pessoa A, porque afinal de contas ela também não é nada frontal, e preferiu dizer mal da pessoa C, não na cara, mas sim num blogue."
Mas não vou...

Eu sei que não presto, sei que sou ruim e se não fossem as minhas piadas hilariante e personalidade carismática eu tava lixado e era um pobre coitado, infeliz neste mundo... quase tão mau como ser do Sporti...

Não, não vou espetar aqui todas as vezes- e foram muitas o que é estranho - em que encontrei carteiras, telemóveis, animais ou criancinhas e fiz questão de devolver o seu a seu dono.

(mas vou ver se não me esqueço de partilhar aqui aquela vez que estava em Buenos Aires com a "Flor" a beber Mate e encontrei a mala de uma Uruguaia...)

Foi a primeira vez que me dei ao trabalho de não ignorar uma situação destas em vários anos na blogosfera.
Tive stalkers, tive anónimos furiosos, tive ex's namoradas com comentários merdosos/inconvenientes, tive comentários que não gostei- e aceitei.

(Também já apanhei por cium...coisas que escrevi no blog - eu merecia.)

Para quem não se lembra disto - tenho a presunção de que toda a gente lê o blog desde 1946

Isto, esta pseudo discussão... na porra de um blog foda-se!! morre aqui.

O blog A um porto azul retomará as suas normais e lamentáveis actividades dentro de breves momentos.

Nota - Demorei uma vez e meia o tempo da música do John Legend Please Baby Don't a escrever o texto panisga acima e o dobro do tempo na dúvida se publicava...

Uma gaja a quem nunca chamei de boneca, nunca fiz uma piada machista e insinuei nada sobre as ancas, os ombros ou que lhe fazia coisas com a barba no pescoço ao pé das orelha tem a lata te me chamar mentiroso porque preciso de aceitação social assim do nada... nunca lhe perguntei o que tinha vestido debaixo dos jeans ou se precisava de ajuda a ligar o carro porque é mulher... dá-se ao luxo... acha-se no direito de vilipendiar o meu nome querendo ser mais do que todas as outras que me aturam com uma paciência do caraças só porque lhe apetece????

Com tantos nomes e coisas que me poderia chamar foi logo escolher o único defeito que não tenho e levo a mal que me acusem de ser.

A culpa disto tudo é do Uncharted 3 que NUNCA MAIS SAI!!!!!

5 comentários:

Pusinko disse...

é mandar pró caralho quem de direito e ignorar.
Ainda assim, achei piada ao teu post... mesmo que fales de um assunto sério, que é, e defendas o que possas ter dito/feito, nem precisavas de te dar ao trabalho.

Boa semana Campeão! (é o nick que tenho para todos, todos nós, Porto!)

Ana disse...

Pronto, já sei que vou ter de esperar que me chames de boneca e essas coisas todas para poder, se me apetecer, insultar-te à vontade um dia destes:)

André disse...

Pusinko - pois não, não precisava de o fazer mas pelo menos deu para clarificar que chamar nomes à minha pessoa é um direito que se adquire.

Ana - Como se não soubesses que há muito que o podes fazer à vontade!!

Pusinko disse...

Entretanto estive de cama (ainda estou) e fui ler com detalhe a história toda. nada como um bocado de cusquice reservada a 2 ou 3 blogs. E ontem estava virada para provocar...... e ler provocações fosse em blogs ou nas notícias sobre o orçamento de estado :)

Joana disse...

O que me intriga é ler comentários naquele post de outras pessoas que, como ela, acham esse um acto muito normal. Já não há gente com princípios.