sábado, 25 de fevereiro de 2012

Touché...

Irritou-se antes de chegarmos ao Estoril quando íamos para cascais pela marginal...
Chamou-me de puto, de infantil exasperada, disse-me que ao menos podia ser menos previsível com as piadas.

Respondo-lhe que não sou previsível! que as minhas piadas são fantásticas e argumento com estonteante (muito retardada) retórica, com argumentos e factos, duas analogias - uma Sinestesia e uma parábola, desencanto um eufemismo e louco, até lhe atiro um Epifonema para ela ter uma noção de quem manda ali..  

Mas ela indiferente...

Procura e retira da mala um bloco de notas...

Vejo-a escrever no bloco enquanto me diz" não, não és previsível André... que ideia".

Foi rude, não me disse o que escrevera nem me deixou ler e guardou o bloco de novo na mala.

Obviamente que depois de estacionado, fruto do meu carisma, do meu irresistível charme e capacidade de sedução a consegui demover da ideia vil e maldosa de me negar o acesso à sua boca, ao seu corpo...

Qualquer tipo de resistência é fútil, inútil, apenas e somente uma perca de tempo...

Ela então -  presumindo eu por generosidade - diz-me puxando da sua mais melosa voz - "faço questão de irmos à Santini comer um gelado..."

Faço, porque Eu sou Eu uma piada sobre cones e bolas e estou novamente impedido de lhe invadir a proxémica...

Café e morango e o André sentado com a Miss ao seu lado num dos bancos da rua ao pé da gelataria.

Atiro-me ao gelado feroz e determinado e...

E...

Dá-me "aquela" simpática dor de cabeça.

A Miss abre a mala...

Tira desta o bloco, apresenta-me a folha...


" Comes o gelado depressa à retardado... e agora doí-te a cabeça meu anormal!"


True Story.

4 comentários:

Bibinha disse...

Essa deveria ser a mulher da tua vida.
she knows you too well :)

Petazeta disse...

Não rio.
Isto adaptado para soar espanholado é o seguinte:
No créo im brurras, pero que lás ai, las ai.
Cruzes abrenúncio. o0

f disse...

like a lady (;

Gasper disse...

Aahaha Ela sabe muitooooo :)